ARACAJU/SE, 25 de junho de 2024 , 2:39:21

logoajn1

Centrais sindicais fazem ato contra reformas do governo Temer

Da redação, AJN1

Nesta sexta-feira (10), a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e as demais centrais sindicais organizam o “Dia Nacional de Paralisação”, que pretende denunciar o que eles chamam de “retrocessos” promovidos pelo governo Michel Temer, a exemplo das reformas da Previdência e Trabalhista, essa última, inclusive, entra em vigor já no sábado (11).

Em Aracaju, de acordo com a CUT-SE, a concentração será a partir das 7h, na praça do Minigolf, de onde os manifestantes sairão em passeata em direção à praça Fausto Cardoso, no Centro.

“Vamos às ruas contra todas as reformas e todas as ações do governo golpista. No sábado, 11, entra em vigor a reforma trabalhista. Vamos informar a população sobre a dimensão do retrocesso que este golpe trouxe para nosso país. Toda a população está convidada a participar. Todos seremos prejudicados. É muito grave o que está acontecendo e ninguém pode ficar de braços cruzados”, disse o presidente da CUT/SE, professor Rubens Marques.

Você pode querer ler também