ARACAJU/SE, 20 de abril de 2024 , 7:05:59

logoajn1

Deputados se dizem apreensivos pouco antes da votação na Câmara

Da redação, AJN1

 

A manhã deste domingo (17), que precedeu o início da votação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff pela Câmara dos Deputados, foi de ansiedade por parte dos congressistas. Isso porque as negociações em busca de garantir votos tanto a favor da mandatária quanto pela sua derrubada transformou os corredores da Câmara em uma maratona.

 

Congressistas, principalmente da oposição, começaram a chegar à Casa por volta das 8h. Alguns deles relatavam estar muito ansiosos e não conseguiram dormir antes da votação. Como não houve sessão em andamento durante a manhã, os parlamentares se amontoavam no Salão Verde para conversar com a imprensa de todo o país.

 

Os rumores sobre quantos votos cada lado conquistou nas últimas horas marcou toda a manhã deste domingo. O líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT-CE), havia afirmado que o governo garantiu pelo menos 200 deputados entre os que irão votar contra o impedimento e os que irão se abster.

 

O líder do DEM, Pauderney Avelino (AM), discorda dos números governista. Segundo ele, o governo faz “alarde” e disse que a oposição tem cerca de 370 votos pela saída de Dilma.
 

Você pode querer ler também