Sergipe perde João Alves Filho, um grande homem público, que muito contribuiu para o desenvolvimento do estado. Saiba mais

“Edvaldo precisa ser mais transparente”, diz Kitty Lima

A vereadora Kitty Lima (Rede) usou o pequeno expediente da Câmara Municipal de Aracaju (CMA) nesta terça-feira, 12, para exigir do prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, maior transparência em relação à intenção da Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) em se contrair um novo empréstimo milionário em menos de um mês, desta vez no valor de US$ 75 mi com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

“Eu venho hoje à Câmara para fazer um pedido sobre esse empréstimo que o prefeito Edvaldo Nogueira foi atrás lá nos Estados Unidos. Infelizmente ainda falta transparência em relação a esse empréstimo, para onde vai esse dinheiro? Quais são as condições para se contrair esse empréstimo? Qual o prazo para pagamento? O município tem condições de arcar com mais essa despesa? São respostas básicas que o prefeito precisa dar à esta Casa legislativa e ao povo aracajuano. Edvaldo precisa ser mais transparente”, cobrou Kitty.

A revolta da vereadora não é por menos. No mês passado, Edvaldo Nogueira sancionou um projeto de lei aprovado pela CMA que autorizou a prefeitura a contrair um empréstimo de R$ 100 mi junto à Caixa. Segundo Kitty, a aprovação do projeto na Câmara aconteceu em tempo recorde e sem nenhum tipo de esclarecimento sobre a operação.

“A gente teve a aprovação de um empréstimo sem nenhuma transparência. Apesar das emendas apresentadas ao projeto – onde foram solicitadas informações quanto ao impacto às finanças do município, prazos e carências, por exemplo – todas elas foram rejeitadas. Um projeto tão importante como aquele não poderia ter sido votado tão rápido como foi. Faltou diálogo, informação e transparência, e não podemos deixar que os mesmos erros ocorram novamente”, alertou a parlamentar.

Diante da iminência desse novo empréstimo e do impacto às contas do município, Kitty pediu para que o “secretário de Finanças, Jeferson Passos, venha a esta Casa para tirar todas as dúvidas do Legislativo para não tomarmos uma decisão sem um estudo mais aprofundado”, e reforçou que “não sou contra obras em Aracaju, até porque estamos vendo uma cidade repleta de buracos e decadente em todos os setores, mas transparência não é pedir muito. A gestão precisa explicar aos vereadores e à população tudo sobre esse empréstimo”.