ARACAJU/SE, 20 de abril de 2024 , 6:58:22

logoajn1

Em áudio vazado, José Carlos Machado critica equipe de João

Da redação, AJN1

 

Uma conversa privada do vice-prefeito de Aracaju, José Carlos Machado (PSDB), vazou nas redes sociais desde a noite de ontem (3), e apimentou o processo de sucessão municipal. No áudio, de 16 segundos, Machado conversa com um interlocutor a quem ele depositou inteira confiança para um bate-papo informal, seguido de supostas críticas à equipe comandada pelo prefeito João Alves Filho (DEM).

 

“Eu vou me preocupar por quê? A equipe de João trabalha contra mim, rapaz!, Porque não quer trabalhar, só quer roubar”, diz um trecho da gravação, que repercutiu no noticiário político durante todo o dia.

 

Nota de esclarecimento.

 

Na manhã de hoje (4), o vice-prefeito usou seu perfil no Facebook para refutar a divulgação da conversa, taxada por ele de “frases montadas” durante um “momento de desabafo’, confidenciado a uma pessoa dita como “próxima” e com o objetivo de comprometer a sua história e atingir o processo de escolha de candidaturas.

 

Leia a nota na íntegra.

 

“Fui surpreendido com a divulgação de um áudio onde claramente emerge a má fé de quem gravou um diálogo, e do qual pinçou e montou frase conforme seu interesse.

 

A frase, no contexto de diálogo mantido há alguns dias, decorreu de um desabafo com pessoa da minha suposta confiança, que me provocara. Constato que a gravação, adredemente planejada, objetivou com toda clareza me atingir no momento mais decisivo do processo de escolha de candidaturas às eleições de outubro.

 

Para se compreender o sentido da conversa, seria necessário ouvir todo o seu conteúdo. A parte retirada foi utilizada, repito, com má fé na intenção de comprometer minha história política, e o trabalho do Prefeito João Alves Filho.

 

Finalizo, ratificando que os termos por mim utilizados decorreram de um momento de exacerbação que não se coaduna com meu estilo de fazer política, tampouco com minha trajetória de vida”.

 

José Carlos Machado

Você pode querer ler também