ARACAJU/SE, 16 de junho de 2024 , 21:24:17

logoajn1

Maria Mendonça sai dos bastidores e vocifera: “Você é um desalmado, Valmir”

Da redação, Joângelo Custódio

A deputada estadual Maria Mendonça (PP), a maior força política do município de Itabaiana, região Agreste do Estado, decidiu sair dos bastidores após o prefeito Valmir de Francisquinho (PR) – cria de Mendonça – anunciar publicamente que rompeu com a parlamentar, acusando-a de “traição”.

Visando colocar os pingos nos is, Maria concedeu entrevista a uma emissora de rádio local hoje (27) e vociferou: “Você é um ingrato, um desalmado, não tem coração, é movido a ódio. Seja humilde, prefeito, porque você não vai chegar muito longe com tanta arrogância”.

Maria ainda rebateu o prefeito, ao afirmar que não tem cargos de confiança indicados por ela na gestão dele. “Ele disse que vai exonerar todos os cargos que eu indiquei. Exonere, Valmir! Que eu quero a cópia da exoneração, porque eu não indiquei uma pessoa na sua gestão, porque você não permitiu e, mesmo assim, eu continuei caminhando com você, do começo até hoje. Você colocou minha irmã, Carminha, como vice, e minha sobrinha, Andréa, por conta própria, não lhe pedi”.

Por fim, ela exigiu respeito à família Teles de Mendonça e fez questão de lembrar que Valmir só está prefeito graças ao seu apoio. “Lhe respeitei, respeitei sua família. Você, prefeito, sabe que os meus pais sempre consideraram os seus e que a minha família sempre considerou a sua, e você só conseguiu ser prefeito graças ao povo de Itabaiana, indicado pelos Teles de Mendonça”.

Entenda

O anúncio de rompimento [internamente, eles já estavam brigados há meses] do prefeito ocorreu durante entrevista de rádio ontem (26), minutos depois de a Câmara Municipal eleger a vereadora Ivoni Andrade (PMDB), ligada a Luciano Bispo – segunda força política na cidade serrana – como a mais nova presidente da Câmara para o biênio 2019-2020, vencendo o candidato de Valmir, José Teles (PR), primo de Maria Mendonça.

Segundo Valmir, a derrota foi arquitetada por Maria, que teria articulado com dois vereadores da base aliada a votar a favor de Ivoni, com o intuito de deixa-lo sem o apoio da maioria no Parlamento, dificultando a aprovação de projetos em sua gestão.

Possesso, Valmir ainda cogitou lançar o nome de seu filho, Thálysson, ao cargo de deputado estadual nas próximas eleições, criando uma terceira força política no município, algo que parece ser improvável quando o assunto é “eleições” na cidade viciada em política e dividida entre os Teles de Mendonça e os Bispos.

Você pode querer ler também