ARACAJU/SE, 17 de junho de 2024 , 22:47:54

logoajn1

Mendonça assume o DEM em Sergipe e mantém pré-candidatura ao Governo

 

Da redação, AJN1

“Sou pré-candidato ao Governo do Estado de Sergipe pelo Democratas a partir de agora. Todos conhecem a nossa história nesse partido. Quero dizer da minha gratidão, do meu respeito, da minha consideração por todos que fazem o PPS. Inesperadamente houve a vacância na presidência do Democratas, que decidiu optar por alguém que tenha identidade com o partido”, disse o ex-deputado federal Mendonça Prado ao anunciar que está assumindo o comando do Democratas (DEM) no estado, partido ao qual oficialmente sempre esteve filiado.

Mendonça destacou que vai trabalhar para que o partido volte a ser forte como foi no passado, capaz de apresentar candidatura própria e vencer a eleição. “Estamos dialogando com várias pessoas que integram oo Democratas. Já conversei como o vereador Juvêncio e mantive contato com Vinicius Porto. Vou procurar os seis prefeitos do Democratas, Diretórios e filiados e colocar o partido para retomar o ânimo e a alegria do passado, forte e robusto”, ressaltou. Ele lembrou que se afastou do DEM por não concordar com a chapa que apoiou na eleição passada para o Governo do Estado, mas formalmente e juridicamente sempre foi filiado ao partido.

Quanto ao PPS, partido ao qual chegou a ser anunciada a sua filiação e ter o nome lançado como pré-candidato ao Governo, o ex-deputado disse que gostaria de tê-lo como aliado, mas o partido tem autonomia. “Cabe muita gente nesse projeto. Gostaria de ter o PPS, partido pelo qual aprendi a ter muito carinho, mas ele tem autonomia”, disse Mendonça Prado, acrescentando que é pretensão sua montar diretórios do DEM nas cidades onde ainda não existe e promover mudanças naqueles que já estão instalados e não estão funcionando a contento. Ele anunciou ainda que o partido terá candidatos para Câmara Federal e Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese).

O ex-deputado disse ainda que a base do seu projeto de governo será a retomada dos projetos sociais voltados para os mais humildes. “Voltar ao tempo em que o DEM agia para as pessoas não morarem em casas de taipa; de ações preventivas para a saúde. Época em que o DEM propiciava condições para SSP combater o crime, prestigiando a polícia e o secretário. Dando condições de trabalho para que não tenhamos os altos índices de violência que temos hoje”, destacou Mendonça Prado acrescentando que não se faz segurança colocando 16 litros de combustível em uma viatura, atrasando o salário dos policiais, sem ter penitenciária para o regime semiaberto, com 5 mil mandando de prisão para serem cumpridos e sem ter onde colocar os presos e com delegacias e quarteis desabando. “Isso não é culpa do secretário ou da polícia. É prioridade governamental, Jackson priorizou outros temas. Obras importantes, mas não é a hora. Primeiro tem que colocar o que tem para funcionar”.

Você pode querer ler também