Prefeito Valmir Monteiro e genro já estão no Presídio Militar

Da reação, AJN1

O prefeito de Lagarto José Valmir Monteiro e o genro Igor Ribeiro Costa Aragão se apresentaram à polícia no final da manhã desta sexta-feira (22) e já estão sob custódia da justiça no Presídio Militar (Presmil), em Aracaju. Eles e os sócios da empresa JLM, Joel do Nascimento Cruz e Gildo Pinto dos Santos, são alvos da operação “Leak” deflagrada no início da manhã pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e do Departamento de Crimes Contra a Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap) do Ministério Público do Estado (MPE).

A operação visa desmantelar um suposto esquema de desvios de verbas públicas do matadouro do município, além de lavagem dinheiro. Antes de serem detidos no Presmil, eles prestaram longo depoimento ao promotor Bruno Melo, na sede do Deotape, depois fizeram exame de corpo e delito no Instituto Médico Legal.

A assessoria jurídica do prefeito e do genro é composta pelos advogados Fabiano Feitosa e Evânio Moura, mas eles ainda não se manifestaram sobre os fatos.

A operação

A operação se concentrou na Prefeitura de Lagarto, Secretarias Municipais de Finanças e Administração, Matadouro de Lagarto, e na sede da empresa JML Comercial Atacadista de Fumo Ltda; e nos endereços residenciais de Valmir Monteiro, do genro, do administrador do Matadouro Municipal e de pessoas que aparecem nas investigações como “Laranjas”.

Nota

Em nota, a Secretaria de Comunicação de Lagarto informa que “só vai prestar esclarecimentos com total transparência e respeito a partir do desenrolar dos fatos”.