ARACAJU/SE, 22 de julho de 2024 , 14:58:29

logoajn1

Prefeitura de Aracaju e Governo discutem sobre licitação do transporte público

 

O prefeito de Aracaju, João Alves Filho, participou na manhã desta quinta-feira (9), de uma reunião com o governador em exercício Belivaldo Chagas, no Palácio Augusto Franco. A secretária da Defesa Social e da Cidadania, Georlize Teles, também participou do encontro com os gestores para sanar algumas dúvidas burocráticas que o Governo Estadual tinha sobre do projeto que tramitará na Assembleia Legislativa para a licitação do transporte público integrado.

A lei, que tramitará na Assembleia Legislativa para aprovação dos deputados, autoriza que o consórcio haja em nome dos entes participantes, que são Aracaju, Nossa Senhora do Socorro, São Cristóvão, Barra dos Coqueiros e o Governo de Sergipe.

Para que não houvesse mais dúvidas sobre o assunto, o prefeito João Alves fez questão de esclarecer ao próprio governador os questionamentos. De acordo com o gestor Municipal, o bom relacionamento entre os Governos deve existir para o bem da população.

"A questão do transporte coletivo já está resolvido. Essa reunião foi apenas para resolvermos questões burocráticas. Não existe nenhum problema, é apenas uma questão de rotina. Precisávamos apenas ajustar alguns pontos. Tudo está devidamente assinado apenas esperando que seja enviado à Assembleia Legislativa", esclareceu o prefeito.

O governador em exercício, Belivaldo Chagas, declarou que o projeto já está em fase final para ser encaminhado à Assembleia Legislativa. "A Assembleia está em recesso e ainda temos 20 dias para os ajustes finais. O consórcio será comandado pela Prefeitura de Aracaju com o objetivo de facilitar a vida daqueles que utilizam o transporte coletivo".

A secretária Georlize Costa Teles revelou que a licitação para o transporte coletivo com o sistema integrado, apenas poderá ser iniciada após aprovação do Projeto de Lei. "Houve uma dúvida do Governo do Estado em relação a lei que autoriza a existência do consórcio entre os cinco entes. Após esclarecidas as dúvidas, o projeto será encaminhado para assembleia, sem que haja atraso", complementou.

 

Com informações da PMA

Foto: Sergio Silva

Você pode querer ler também