ARACAJU/SE, 19 de maio de 2024 , 2:11:22

logoajn1

Raimundo da Comase é preso por suspeita de desvio das verbas de subvenção

Por Ivo Jeremias, AJN1

 

O programa Comando Geral, da Rádio Jornal AM, apresentado por Augusto Junior, informou em primeira mão que o ex-deputado Raimundo Vieira, mais conhecido como Mundino da Comase, foi preso pela Policia Civil nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (29) e encaminhado ao Departamento de Crimes Contra a Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap).

 

Ele estava sendo investigado no caso dos desvios de verbas de subvenção social da Assembleia Legislativa de Sergipe.  

 

Mundinho da Comase foi candidato a Deputado Estadual de Sergipe pelo Partido Social Liberal na última eleição e obteve 13.766 votos, não sendo eleito.

 

De acordo com a Procuradoria Regional Eleitoral (PRE), o ex-deputado repassou R$ 439 mil para a Associação de Proteção e Assistência à Maternidade e à Infância Antônio Vieira Neto que fica no município de Itabaianinha, região sul do estado. 

 

Mais duas pessoas foram presas e identificadas inicialmente como  Algifranco e o irmão dele, Igor, ambos ligados a Associação Ala Jovem de Lagarto. A delegada Daniele Garcia, do Departamento de Crimes Contra a Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap),falou à imprensa nesta manhã sobre as prisões.

 

"Uma investigação desenvolvida pelo Ministério Público em Lagarto deu origem a uma documentação que foi encaminhada à polícia para a instauração do inquérito.Analisando os documentos  identificamos intensas movimentações financeiras feitas por essas pessoas presas em Lagarto que são um professor e um funcionário que ganha muito pouco e movimentava R$ 3 milhões, R$4 milhões nas contas. Essas movimentações eram de várias associações, não só a Ala Jovem. Temos uma vasta documentação farta que comprova o desvio de dinheiro da associação de Itabaianinha, como de outras associações, em diferentes municípios e como ele não é mais deputado e não tem foro previlegiado, realizmos a prisão", disse a delegada.  

 

O ex-deputado Raimundo da Comase / Foto: Alese

Você pode querer ler também