ARACAJU/SE, 23 de fevereiro de 2024 , 13:11:45

logoajn1

“Se as eleições não foram limpas, houve Caixa 2”, diz Emília

 

A vereadora Emília Corrêa (PEN) lamentou que fazer oposição a Câmara Municipal de Aracaju (CMA) gere represálias pessoais. Para ela, os escândalos políticos que estão sendo desmascarados e sua larga repercussão na imprensa local, vem deixando os gestores da Prefeitura Municipal de Aracaju atônitos e consequentemente inertes, o que tem como consequência a inoperância das instituições.

“Os órgãos de controle e apuração vêm funcionando e revelando acontecimentos e fatos ligados à administração do prefeito, Edvaldo Nogueira, que não consegue implantar uma condução transparente e compromissada com erário. O trabalho do Departamento de Crimes Contra a Ordem Tributária (DEOTAP) e do Ministério Público Estadual (MPE), aliados as fortes declarações da Procuradora Regional Eleitoral, Eunice Dantas, seguem o mesmo raciocínio. São esses ataques da oposição?”, pontuou.

Segundo a vereadora, os órgãos de apuração revelam fatos graves, e a administração atira contra a oposição, que se limita a reproduzi-los. “Em Aracaju as instituições de controle revelam fatos graves sobre a administração do município e a administração dispara contra a oposição na Câmara, lamentavelmente. Quem não trabalha está ofendendo. Não trabalham, mas ofendem”, afirma. Emília Corrêa acrescentou que o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Carlos Ayres Britto, em uma das suas manifestações públicas, assegura que Caixa 2 é crime e não tem escapatória.

“O que aconteceu com a gestão de Edvaldo com todo esse trabalho de investigação, conduz a necessária cassação do mandato do prefeito, e quem afirma é o ex-presidente do STF”, disse Emília Correia. Ela afirmou ainda a Câmara continua se voltando contra o povo, deixando de exercer as suas prerrogativas. “A Câmara foge da CPI mais do que o ‘diabo foge da cruz’. O parlamento vai precisar se posicionar quando chegar o momento adequado da cassação do mandato. As eleições não foram limpas, houve Caixa 2”, finalizou.

*Com informações da Ascom Parlamentar

Você pode querer ler também