MOVIMENTO - 11/06/2019 - 18:33

Rodoviários, professores e bancários vão paralisar atividades nesta sexta, 14

Da redação, AJN1

Os trabalhadores rodoviários da região metropolitana decidiram aderir à greve geral contra a reforma da Previdência, marcada para esta sexta-feira (14) em todo o país. Com isso, mais de 200 mil usuários não terão acesso ao transporte público.

Professores da Universidade Federal de Sergipe e da rede estadual, além de bancários, também estarão de braços cruzados, dentre outras categorias.

Segundo a Central Única dos Trabalhadores em Sergipe (CUT-SE), vários protestos serão realizados desde a madrugada e também no turno da manhã. À tarde, a partir das 15h, a concentração será na praça General Valadão.

Assim como a previdência, a pauta sobre os cortes na educação será mantida.

“O governo Bolsonaro quer levar a população idosa brasileira à condição de miséria, como aconteceu no Chile, obrigando todos a trabalharem mais, contribuírem mais para receber uma aposentadoria menor. Os sindicatos, os estudantes não vão deixar. Pedimos que a população participe do movimento em defesa do futuro do Brasil”, afirmou o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT/SE), professor Dudu.