Hospital Nestor Piva adota sistema de acolhimento por classificação de risco

Com o objetivo de identificar de forma mais rápida e precisa os casos emergenciais, o Hospital Municipal Nestor Piva (Zona Norte) adotou o sistema de acolhimento por classificação de risco. O método, implantado no mês de janeiro, é validado pelo Ministério da Saúde e segue as recomendações sobre a Política de Humanização do Sistema Único de Saúde (SUS).

 

O paciente que procura atendimento no hospital, após ser recepcionado, é encaminhado ao enfermeiro que fará a triagem para identificar os casos de risco. Neste atendimento inicial, os pacientes são classificados com uma das cinco cores estabelecidas: – Vermelha (emergência) – nesse caso o atendimento é imediato;  Laranja (muito urgente) – atendimento feito até 10 minutos;   Amarela (urgente) –atendimento feito até 60 minutos;   Verde (pouco urgente) – atendimento feito em até 120 minutos;    Azul (não urgente) – atendimento feito em até 240 minutos.

 

Feita essa triagem, os pacientes classificados na cor vermelha são encaminhados para a sala de estabilização. Os demais pacientes vão para as alas de observação adulta masculina ou feminina para receber os cuidados assistenciais.

 

A gerente de enfermagem do Nestor Piva, Patrícia Pereira,  destacou que, com a mudança, o hospital agora atende por ordem de prioridade e não mais por ordem de chegada como era antigamente. “Além de agilizar o atendimento, esse sistema diminui também o risco de agravamento dos pacientes na recepção do hospital. Esse método vai facilitar que os pacientes procurem mais as Unidades de Saúde da Família (USF) em casos menos graves”, explicou.

 

Fonte: SMS