Saúde realiza mutirão contra o Aedes aegypti na Coroa do Meio

Da Ascom, SMS

 

Mais de 100 agentes comunitários de saúde e de endemias e 30 soldados do Exército percorreram ruas e avenidas do bairro Coroa do Meio, em Aracaju, e visitaram cerca dois mil imóveis, entre casas, estabelecimentos comerciais e terrenos. A ação, que aconteceu no sábado (27), se concentrou na Unidade de Saúde da Família (USF) Hugo Gurgel, teve o objetivo de identificar e eliminar possíveis focos do mosquitoAedes aegypti, alertando os cidadãos sobre os cuidados necessários para evitar a Dengue, Zika Vírus e a Febre Chikungunya.

 

De acordo com a coordenadora do Programa Municipal de Combate ao Aedes, Taíse Cavalcante, os mutirões aos sábados são realizados nos bairros que foram encontrados um índice alto de infestação ou nos bairros com muita notificação de pessoas doentes. "Outra estratégia das ações aos sábados é que durante a semana têm muitas casas fechadas. O bairro Coroa do Meio é um desses", destacou.

 

A coordenadora ressaltou que a partir de hoje (29), começa o 2º ciclo do ano, que é o retorno  em todas as casas para se fazer novas visitas. Ela informou que a cobertura de casas abertas no primeiro ciclo, que já se encerrou, foi de 92%. O índice de cobertura foi considerado bom e o apelo é para que a população continue recebendo os agentes em suas casas.

 

Nas visistas os moradores aproveitam para tirardúvidas sobre como está o índice de infestação em seu bairro e se há muitas pessoas doentes. A dona de casa Marlene Santana disse que descobriu a Coroa do Meio não está entre as infestações mais altas, no entanto os agentes encontraram muitas casas fechadas durante as visitas na região.

 

Já a dona de casa, Adenilde Rabelo, revelou que teve a Chikungunya no final do ano passado, mas que ainda sente muitas dores musculares. "Minhas articulações estão muito doloridas, é uma doença muito ruim, me sinto até aleijada. Mas, mesmo doente, eu não deixei de limpar minha casa e deixar sempre tampados todos os reservatórios de água. Minha casa tem piscina, mas é sempre limpa e colocamos cloro", afirmou.

 

O morador Abisalão Ribeiro explicou que a visita dos agentes e dos soldados foi importante para que conseguissem olhar a laje em sua casa. "Como eu não consigo subir, eu fiquei muito feliz deles estarem aqui para dá uma olhadinha lá em cima e ver se tem algum acúmulo de água que a gente infelizmente não tem como olhar. Por isso que é essencial a visita dos agentes com o exército também, porque eles tem mais força e agilidade para vistoriar os locais de difícil acesso", disse.

 

Casos Notificados

 

Em 2015, durante o mês de janeiro e fevereiro, o número de casos notificados de Dengue em Aracaju foi de 640. Já esse ano, foram registrados 310 casos durante o mesmo período, o que corresponde a uma queda de 51%. Com relação à Chikungunya, foram notificados em 2016 147 casos, sendo que 44 estão confirmados. Já os casos de Zika Vírus, 79 foram notificados, sendo 13 gestantes e nenhum caso ainda com confirmação.