ARACAJU/SE, 24 de maio de 2024 , 8:06:22

logoajn1

Secretário explica as constantes quebras do aparelho de radioterapia

Da redação, AJN1

 

O secretário de Saúde do Estado de Sergipe, José Sobral, concedeu uma entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira (16), para explicar à população e principalmente a quem depende do tratamento radioterápico, sobre as ações que estão sendo desenvolvidas para sanar os semanais problemas no aparelho de radioterapia do hospital João Alves Filho, que neste momento, encontra-se com o acelerador linear quebrado e a peça teve que ser importada da Alemanha.

Aflitos e sedentos por uma explicação do secretário, os pacientes oncológicos exigiram agilidade no conserto do aparelho. “Essa máquina quebra duas ou três vezes por semana. É uma situação recorrente. A Secretaria está de parabéns por investir em resoluções futuras, mas nós, que temos câncer, estamos precisando de uma resposta para hoje. Se dependermos de uma máquina que só chegará daqui a um ano, iremos morrer”, disse a representante do Grupo “Mulheres de Peito”, Sheila Galba.

O acelerador está parado desde o dia 9 de setembro e o conserto está previsto para intermináveis 15 dias. “O orçamento para o conserto é de R$47 mil. Trata-se de uma peça que para chegar aqui depende da empresa que está fazendo a manutenção. Ela deverá chegar em até 72h, dependendo da entrega. Foi nos dado um prazo inicial de 15 dias, mas esperamos que seja solucionado o quanto antes”, declarou José Sobral.

O gestor disse que, enquanto o aparelho não é reparado, ao paciente oncológico pode ser fornecido Tratamento Fora de Domicílio (TFD).

“O mais importante de tudo é que nós já propusemos a essas pessoas que precisam do tratamento a continuidade via TFD. É a modalidade e a forma que o Estado usou para reduzir a fila, que no início do ano era de 570 para 250 neste exato momento. O TFD é uma ação contínua e ininterrupta. Tínhamos até o início de 2014 uma relação de 30 pacientes/dia na máquina de quimioterapia. Com o TFD e com a escala de turnos, inclusive noturnos, estamos hoje com 80 pacientes/dia. É lógico que isso sobrecarrega o equipamento, mas só com essa atividade, em todos esses horários é que conseguimos suprir a demanda”, afirmou.

Novo aparelho

Ao final das explicações, o secretário informou o Ministério da Saúde vai homologar o pedido para um novo aparelho de radioterapia ainda esta semana, e que iniciaria em 60 dias a instalação desta nova máquina.

 

Foto: Lindivaldo Ribeiro/CS

Você pode querer ler também