ARACAJU/SE, 18 de julho de 2024 , 7:58:02

logoajn1

Sergipe disponibiliza quase 168 mil doses de vacina contra a Poliomielite hoje, 15

Hoje (15) é o dia D da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite, destinada a imunizar crianças entre seis meses e cinco anos incompletos. O Ministério da Saúde pretende vacinar 12 milhões de crianças até o dia 31 de agosto em todo o país. Além dos postos de saúde, postos volantes em escolas, praças e locais públicos serão usados na mobilização.

 

Este ano, serão 400 postos de vacinação em todo o estado de Sergipe, com auxílio de 2 mil profissionais de saúde em todos os 75 municípios. A distribuição já foi feita pela Central de Vacinação da Secretaria de Estado da Saúde a todos os postos e abrange 167.782 doses.

 

Desde 2011 que Sergipe vem obtendo resultados positivos na cobertura vacinal contra a Paralisia Infantil, com destaque para o ano de 2013, onde 100% da população alvo foi imunizada. Nos anos de 2011, 2012, 2013 e 2014 as coberturas vacinais no Estado foram de 96,5%, 99,7%, 100% e 96,8% respectivamente.

"Para mantermos Sergipe com uma boa cobertura vacinal contra a doença, precisamos de um esforço coletivo. Os municípios devem articular as equipes de Estratégia de Saúde da Família para fazer a busca ativa das crianças e disponibilizar a vacina em locais distantes e de difícil acesso às Unidades Básicas de Saúde", explica Sândala Teles, coordenadora do programa Estadual de Imunização. 

Durante a campanha, as crianças que nunca foram vacinadas contra a poliomielite, também conhecida como paralisia infantil, receberão a vacina injetável, enquanto as que  foram imunizadas, terão as gotinhas de reforço.

O Ministério da Saúde alerta que crianças com infecções agudas, com febre acima de 38ºC ou com hipersensibilidade a algum componente da vacina, devem ser avaliadas por um médico para saber se a imunização é indicada.

Desde 1990 o Brasil está livre da paralisia infantil, que é uma doença infectocontagiosa incurável.

Esta também será uma oportunidade de os pais levarem a caderneta de vacinação dos filhos para que os profissionais de saúde avaliem se a criança está com alguma vacina em atraso e apliquem as doses que faltam. Para a atualização da caderneta serão aplicadas vacinas contra a tuberculose, o rotavírus, sarampo e a rubéola; a coqueluche, caxumba, varicela e meningites; as hepatites, a febre amarela, difteria e o tétano, entre outras.

Para quem quiser acompanhar o calendário de forma mais dinâmica, o governo disponibiliza o aplicativo Vacinação em Dia. A ferramenta possibilita o acompanhamento do calendário de vacinação de crianças e adultos, a marcação da data da imunização e o agendamento da próxima. Nele estão disponíveis informações sobre todas as vacinas ofertadas pelo SUS e lembretes das campanhas. A ferramenta funciona em tablets e smartphones, que utilizem sistemas operacionais iOS e Android.

 

 

Você pode querer ler também