ARACAJU/SE, 1 de março de 2024 , 17:46:13

logoajn1

São Cristóvão receberá investimentos para fomentar turismo

Com atrativos arquitetônicos, religiosos e naturais, São Cristóvão está entre as 30 rotas turísticas selecionadas pelo governo federal e pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) que serão beneficiadas com investimentos do programa Investe Turismo. O anúncio, feito em maio pelo ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, se concretiza nesta segunda-feira (19), durante Seminário ‘Investe Turismo’, em Aracaju.

O seminário contou com a presença do governador Belivaldo Chagas e representantes dos demais municípios beneficiados. Foram apresentadas as ações do projeto, que tem por finalidade fomentar o investimento público e privado na oferta turística na Rota São Cristóvão, Aracaju , Estância, Laranjeiras, Itabaiana e Canindé de São Francisco.

Representando o Ministério do Turismo, o secretário executivo da Pasta, Higino Brito afirmou que o Investe facilitará a melhor destinação de recursos na área. “Sergipe é um estado com muitas peculiaridades e merece ser melhor estruturado. A ideia é implantar uma rota para gerar renda. Turismo é emprego, renda, economia. Faremos diagnósticos situacionais para estabelecer um plano de governança para melhor destinar os recursos”, declarou.

O prefeito Marcos Santana comemorou a assinatura do projeto e ressaltou que o setor turístico tem potencial de crescimento econômico e social, gerando emprego e renda para São Cristóvão.

“A gente vê com muita esperança e expectativa o programa. Já estamos fazendo um trabalho de recuperação e capacitação dos comerciantes e microempreendedores. O Investe Turismo tem a capacidade de potencializar, ainda mais, esses pequenos investidores da área de hotelaria, gastronomia. Ha vários segmentos do Turismo e São Cristóvão tem a sorte de estar presente em alguns deles como o histórico, religioso, de contemplação. Com a canonização de Irmã Dulce, primeira santa brasileira, iniciamos um projeto para ampliar o Memorial e implantar a rota dos sete passos de Dulce. Semana que vem, teremos outra reunião em Salvador com a equipe do Memorial de lá para reforçarmos nosso projeto”, declarou, comentando os investimentos já realizados pela Prefeitura e reafirmando a política de desenvolvimento do turismo.

“Nossa gestão tem executado ações nesse sentido, como o calendário Turístico e Cultural’ da Cidade Mãe de Sergipe lançado em janeiro. Com ele, o trade turístico trabalha as datas com antecedência, atraindo mais turistas para nossa cidade. Também estamos contratando convênio com o Sebrae para planejar o turismo religioso”, afirmou, lembrando que a canonização de Irmã Dulce, anunciada pelo Vaticano, movimenta o turismo religioso local, já que a nova santa iniciou sua vida religiosa no município sergipano.

“Temos uma riqueza religiosa que atrai turistas de todo o País. Irmã Dulce, por exemplo, iniciou sua vida religiosa em nossa cidade e será canonizada pelo Vaticano. Já estamos trabalhando para ampliar o memorial sobre ela e implantar a rota ‘Passos de Dulce’”.

Quarta cidade mais antiga do País, São Cristóvão possui acervo arquitetônico e religioso que remonta a história colonial brasileira com igrejas, praças e prédios sob responsabilidade do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

De acordo com o Ministério do Turismo, as rotas turísticas selecionadas pelo governo federal, pelo Sebrae e pela Embratur – empresa pública federal responsável pela divulgação do turismo brasileiro no exterior – receberão investimentos, ações de marketing e melhoria de serviços para ampliar o número de turistas.

A coordenadora de Turismo da Fundação de Turismo e Cultura do município, Eliane Avelina, o Investe reforça a política de Turismo praticada pela Prefeitura.” O objetivo é introduzir novos roteiros e fomentar novos destinos. Dentro dessa política de desenvolvimento e de inovação, o Investe levará agentes de viagens, facilitadores. Reforçando as políticas já planejadas pela Fundação”.

Investe Turismo

A iniciativa vai garantir, até fevereiro de 2020, a realização de diversas ações para ampliar o acesso dos microempreendedores individuais e proprietários de micro e pequenas empresas às ferramentas de inovação e melhorar a oferta e promoção de produtos e serviços, elevando assim a competitividade dos empreendimentos que atuam no setor.

Em Sergipe, serão beneficiados 120 pequenos negócios ligados à atividade turística (meios de hospedagens, agências de viagens e receptivo, locadoras de veículos, transportadoras turísticas, guias de turismo, empresas de entretenimento e lazer, organizadores de eventos, bares, restaurantes e similares, artesãos e grupos folclóricos) e outros 60 potenciais empreendedores que atuam nos municípios de Aracaju, São Cristóvão, Laranjeiras, Estância, Itabaiana e Canindé de São Francisco.

“A ideia é mapear os gargalos tecnológicos desses destinos e resolvê-los por meio da aproximação entre os empreendedores, startups e empresas de tecnologia”, explica o diretor técnico do Sebrae, Emanoel Sobral.
Já o governador Belivaldo Chagas pediu união entre empresários, trade e governo. “Trata-se de uma parceria com o ministério do Turismo, Sebrae Nacional e Prefeituras para incrementar o turismo. É preciso profissionalizar toda a cadeia e para isso é importante unir forças. Não dá para ficar só reclamando. Tenho tido contato com empresas aéreas para ampliar o número de voos para Sergipe. Temos que discutir e agir de forma conjunta”.

Todas as ações serão executadas de forma integrada pelo Sebrae e a Setur, tendo as secretarias municipais da área e o trade turístico como entidades parceiras.

O Investe também vai garantir a realização de caravanas para apresentação do Destino em dez cidades nos estados da Bahia, Alagoas e Pernambuco. Outra iniciativa é a promoção de famtours e press trips com jornalistas e influenciadores digitais nacionais e internacionais. O Investe irá atuar, ainda, no fortalecimento da produção associada ao turismo (artesanato, gastronomia, cultura e agronegócio), com a oferta de oficinas de design e precificação dos produtos e serviços. A ideia é estimular o surgimento de redes de cooperação territórios para facilitar a comercialização dos itens.

Outro foco do projeto é facilitar o acesso dos empresários às linhas de financiamento específicas para o turismo. Serão promovidos seminários de divulgação das linhas de crédito do BNDES e do Fundo Geral de Turismo (Fungetur), além da oferta de orientações para elaboração de projetos.

As informações são da assessoria.

Você pode querer ler também