INVESTIGAÇÃO - 03/09/2019 - 06:04

Suspeito de praticar duplo homicídio é preso por tráfico



Da redação, AJN1

Investigado sob a suspeita de ser um dos autores do duplo homicídio que vitimou uma criança de 10 anos e um homem de 20 anos em uma praça do bairro Getimana, em Aracaju, Rafael Clécio Santos Santana, 21, foi preso por uma equipe do Batalhão de Polícia Radiopatrulha (BPRp). A prisão aconteceu na noite do domingo (1º) no residencial Zilda Arns, no bairro Cidade Nova, depois que o suspeito foi flagrado com vários pinos de cocaína.

Nos levantamentos realizados pela 2ª Divisão do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Rafael Clécio figura como um dos envolvidos no duplo assassinato que vitimou a criança Albert Ricardo Silva Vasconcelos, 10, e Alef Gomes dos Santos, 20, ocorrido na noite do dia 28 de agosto. O comparsa do acusado, identificado como Alan da Conceição Reis, 25, teve a prisão decretada, mas ainda se encontra foragido.

De acordo com a diretora do DHPP, delegada Tereza Simony, ao ser interrogado, Rafael Clécio confessou que praticou o crime em companhia de Alan. Ele confirmou que o alvo era Alef e que a criança acabou morta por estar brincando na praça e correr na direção deles.

Na versão do acusado, ele e o comparsa vinham sendo ameaçados de morte por Alef por conta de uma antiga rixa. Eles chegaram na praça a pé e cada um portava um revólver. Rafael contou que depois de localizar o desafeto, eles teriam efetuado os disparos, que também atingiram a criança.

“Não podemos afirmar o que teria motivado o crime. Só com a conclusão das investigações e a prisão de Alan é que isso será esclarecido”, revelou a delegada Tereza Simony.

Retrospecto

A criança Albert Ricardo foi atingida com uma bala perdida e morreu depois de receber atendimento médico no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), em Aracaju. O fato aconteceu na noite do dia 28 de agosto, no momento em que dois homens executaram a tiros Alef Gomes dos Santos, 20. Uma terceira pessoa que estava na praça e não teve o nome divulgado também saiu ferida.

De acordo com policiais, a dupla chegou à praça e ficou circulando por alguns instantes, demonstrando que estava a procura de um desafeto. Alef estava sentado em um banco e ao observar a aproximação dos dois homens, saiu correndo em meio as pessoas que estavam no local.

Os criminosos efetuaram vários disparos. Albert foi baleado na cabeça e veio a óbito no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), enquanto Alef foi alvejado e morreu nas imediações de um supermercado da avenida Euclides Figueiredo.

*Matéria atualizada às 8h30 para acréscimo de informações.