Uma quinta-feira para imaginarmos um futuro promissor para todos

“Nossos estômagos gritam!

Nossa mente não consegue raciocinar.

Estamos sem conseguir ficar em pé.

Será à fome?

Não somente a de alimentos.

Mas, de muitas coisas que nos deixam assim.

Pela falta de uma educação digna.

Por uma justiça mais ágil.

Por políticos que pensem mais no bem comum,

E não em si próprio.

Por cidadãos que ame verdadeiramente:

À sua cidade.

O seu Estado.

E o seu país.

E que não pensemos só que vantagem,

Poderemos ter em tudo que fizermos.

Esperamos não cairmos fraquejados,

Por não podermos saciar à nossa fome,

De tantas coisas possíveis,

Mas, ao mesmo tempo, quase inatingíveis.

Estou tentando segurar meus olhos semi-cerrados,

Para que não fechem de vez,

Sem que vejamos um futuro mais promissor,

Para nós? Quase impossível!

Mas, quem sabe, para às próximas gerações”?

 

 

Autor

Jádson Ricarte

Outras Notícias