ARACAJU/SE, 18 de maio de 2024 , 5:03:11

logoajn1

Abastecimento de água deve ser normalizado até segunda-feira

Após uma semana de racionamento de água na Grande Aracaju devido ao rompimento de duas adutoras do São Francisco com a queda da ponte de Pedra Branca, localizada entre os municípios de Maruim e Laranjeiras, no último sábado,09, o abastecimento de água começou a ser restabelecido gradativamente na manhã de hoje, 15, e deve ser normalizado até segunda-feira. 

 

Foram cinco dias de trabalho em modo emergencial, em que trabalhadores do DNIT, PRF, Exército, Seinfra, Deso, Defesa Civil, Petrobrás e Corpo de Bombeiros estiveram envolvidos na construção de uma adutora provisória que foi finalizada no início da tarde de ontem,14, antes do prazo inicialmente previsto. 

 

No entanto, a retomada gradativa do abastecimento de água na grande Aracaju só teve início às 5h desta sexta-feira. A Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), informou que nesse tipo de obra é necessário aguardar um prazo de 24 horas para o concreto secar e não ceder com a pressão da água. 

Novas Obras

 

O presidente da Deso, Carlos Melo, informou, em coletiva de imprensa realizada pelo governo do Estado na manhã de hoje,15, que até o abastecimento ser normalizado, o serviço prestado pelos carros pipas continua sendo realizado. Na ocasião, Melo anunciou que a ordem de serviço para a construção de uma nova adutora já está sendo iniciada. A obra contará com 12 quilômetros de canos para reforçar o abastecimento de água em Sergipe, interligando a barragem do Poxim com a estação de tratamento. 
“Dentro dessas obras emergenciais, estamos recuperando um sistema que vamos de Poxim 2, que vai mandar um pouco de água para a estação de tratamento do São Francisco, para que possamos complementar a vazão que estamos perdendo”, disse Carlos Melo. 

 

Entenda o caso

No último sábado,09, a ponte de Pedra Branca, localizada sobre o rio Cotinguiba, ligando os municípios de Maruim e Laranjeiras, desabou e rompeu a tubulação de duas adutoras do São Francisco deixando cerca de 1 milhão de pessoas sem água. A ponte fazia a parte da BR-101, mas estava interditada para o tráfego de veículos. 

 

 

 

Você pode querer ler também