Sergipe perde João Alves Filho, um grande homem público, que muito contribuiu para o desenvolvimento do estado. Saiba mais

Aeroporto de Aracaju está na lista do governo Federal para ser privatizado

Da redação Correio de Sergipe, Pedro Ivo Faro

O Aeroporto de Aracaju, o único de Sergipe, está na lista de 19 aeroportos do Brasil, sob administração da Infraero que devem ser privatizados pelo Governo Federal. Já há estudos técnicos em andamento, que devem ser divulgados no dia 23/08, pelo Conselho do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI).

Ao Jornal Correio de Sergipe, a assessoria de comunicação do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil informa que “além disso, o Ministério vai apresentar também novas rodovias e terminais portuários que serão concedidos à iniciativa privada após a aprovação pelo Conselho do PPI”.

Lista extensa

O ministro dos Transportes, Maurício Quintella, confirmou que estes aeroportos serão leiloados em blocos. O Nordeste tem, além do aeroporto de Aracaju, os de Recife e Petrolina, no Estado de Pernambuco; Maceió, capital de Alagoas; Teresina, no Piauí; São Luís, no Maranhão; João Pessoa, na Paraíba, e Juazeiro do Norte, no Ceará. No bloco Centro Oeste há os aeroportos de Rondonópolis, Cuiabá, Sinop, Barra do Garça e Alta Floresta. Por fim, no Sudeste, estão os aeroportos de Vitória, Macaé, Santos Dumont, Jacarepaguá, Campo de Marte e Pampulha. Quintella também ratificou que, no modelo de leilão em estudo pelo Governo, os grupos interessados teriam que fazer oferta pelo bloco todo e ficariam responsáveis por operar aeroportos superavitários (lucrativos) e deficitários (que dão prejuízo).

O mesmo ministro frisou, em reunião da Comissão de Infraestrutura do Senado realizada na última terça-feira, 8, que não há planos de privatização da Infraero, ainda que tenha admitido a possibilidade de abertura de parte do capital da empresa para a iniciativa privada. Sobre o destino dos aeroportos, a assessoria do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil fala que “Os projetos serão leiloados, o vencedor do certame será o responsável pela administração do respectivo empreendimento”.

Sobre o aeroporto

O Aeroporto de Aracaju, também conhecido como Aeroporto Santa Maria, existe desde 1952 (operacional efetivamente desde 1958), tendo sido incorporado à Infraero em 1975. Atualmente encontra-se em obras de:  adequação do pavimento superior para implantação das salas de embarque, ampliação da área comercial, reforma dos sanitários, implantação de praça de alimentação, implantação de novas escadas rolantes, construção de quatro pontes de embarque (fingers) ligando as salas de embarque às aeronaves, climatização total do Terminal de Passageiros, cobertura para estacionamento de veículos, valorização de iluminação natural, aproveitamento de água da chuva e promoção de acessibilidade.

A reforma, que deve ser finalizada no primeiro semestre de 2018 ampliará a capacidade do aeroporto para receber 4 milhões de passageiros por ano, aumento de 51% frente ao número atual, de 2,64 milhões de pessoas. Já o pátio de aeronaves será ampliado em 8.500 m², o que permitirá acomodar mais duas aeronaves (tipo Boeing 737-800/ Airbus A 320). Sobre voos, o Santa Maria conta com 15 voos diários autorizados pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) por quatro companhias aéreas, segundo dados da Infraero.