ARACAJU/SE, 19 de abril de 2024 , 6:42:10

logoajn1

Ao receber ordem de despejo, mulher se acorrenta à residência

Da redação, AJN1

 

Na manhã desta quinta-feira (4), a dona de casa Arlinda Santana Matias acorrentou seu corpo à residência em que mora, localizada na avenida Euclides Figueiredo, no bairro Japãozinho, Zona Norte de Aracaju, para evitar ordem de despejo impetrada por seu ex-marido.

 

No momento em que o oficial de justiça informou sobre a saída, ela, desesperada, acorrentou-se ao portão, enquanto seu filho, de 17 anos, também revoltado, ameaçava incendiar a casa com um botijão de gás. De acordo com Arlinda, a casa não pertence ao ex-companheiro.

 

“Há 17 anos que mora aqui e agora ele vem entrar na justiça para vender a casa, sendo que esse terreno foi doado à Associação de Moradores do Japãozinho, e não a ele. Eu não tenho aonde ir”, afirmou ela, que também é mae de uma criança de um ano e meio.

 

Acionada, a advogada de Arlinda conseguiu revogar a ordem judicial e a dona de casa ganhou mais tempo. De acordo com ela, o mandado de desocupação estava errado, porque o depósito dos móveis estava no nome do filho de Arlinda que é menor.

 

“Por isso conseguimos impedir a desocupação imediata e aguardamos a decisão do juiz”, explica Izabel Nascimento. 

Você pode querer ler também