ARACAJU/SE, 21 de maio de 2024 , 6:52:22

logoajn1

Auditores do Trabalho cruzam os braços por tempo indeterminado

Os auditores fiscais do trabalho deflagraram nesta segunda-feira (24), greve por tempo indeterminado. A paralisação é nacional e cobra do Governo Federal concurso público, melhoria das instalações, das condições de trabalho e a aprovação da PEC 186, que trata da lei orgânica do fisco federal e que tramita no Congresso.

Sergipe possui apenas 45 auditores do trabalho, sendo que, para suprir toda a demanda, seria necessário pelo menos o dobro deste número.

“Todo o serviço do auditor fiscal do trabalho é voltado para o âmbito social como: o trabalho infantil, trabalho escravo, prevenção de acidentes, inserção de pessoas com deficiência, inserção de aprendizes, segurança e saúde do trabalhador” explica José Fontes Felix, dirigente do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho em Sergipe (Sinait). 

 

Foto: Lindivaldo Ribeiro/CS

Você pode querer ler também