ARACAJU/SE, 16 de junho de 2024 , 22:06:32

logoajn1

Quatro vítimas do desabamento de caixa d’água permanecem internadas

 

Da redação, AJN1

 

Cinco vítimas do desabamento da caixa d’água, que caiu sobre a Escola Municipal Professor Osman dos Santos Oliveira, no povoado Campo Grande, em Nossa Senhora das Dores, ainda permanecem internadas no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse). Segundo boletim médico divulgado na manhã desta terça-feira (7), uma das vítimas, uma criança de sete  anos, está na Área Vermelha Pediátrica e já foi submetida a exames de imagem. Ela sofreu trauma torácico, drenado bilateralmente, pneumohemotórax, sem trauma craniano e sem trauma abdominal.

No acidente que aconteceu no início da tarde desta segunda-feira (6), duas crianças morreram. A informação da Prefeitura e Dores é que outras 20 pessoas, a maioria crianças, saíram feridas por conta do desabamento da caixa d’água. Dos feridos, seis foram encaminhados para o Huse, um deles com o apoio do Grupamento Tático Aéreo (GTA).

No início da noite de ontem uma criança, que sofreu escoriações no rosto, braços e pernas, recebeu alta médica. Na madrugada de hoje (7), uma mulher de 45 anos, que uma lesão no quadril, também foi liberada depois de ser submetida a exames de tomografia, raio-x e ultrassom.

Outras quatro vítimas que foram levadas para o Hospital Regional Pedro Garcia Moreno, em Itabaiana também já foram liberadas. Os outros feridos que receberam atendimento na unidade de saúde de Dores foram medicadas e não precisaram ficar internadas.

Confira o boletim atualizado sobre o estado de saúde das vítimas que permanecem no Huse:

– L.R.S., sete anos, paciente com trauma torácico, drenado bilateralmente, pneumohemotórax, sem trauma craniano e sem trauma abdominal. Internado na Área Vermelha Pediátrica, acompanhada pela equipe médica e com exames de imagem realizados.

– A.G.C. S., oito anos, paciente consciente e orientado com luxação no ombro esquerdo. Fez tomografia e raio-x. Quadro estável e em observação na pediatria.

– J.P.R.M., sete anos, paciente consciente, orientado, com dor em coluna e cabeça. Foi avaliado por neurocirurgião e ortopedista e submetido à tomografia e raio-x. Quadro estável e continua em observação para novos exames.

– E.M.S., oito anos, paciente consciente, orientada, fratura de colo de fêmur. Foi submetida à exames de raio-x, tomografia e ultrassom. Está internada na pediatria.

Matéria atualizada às 9h30 para acréscimo de informações.

Você pode querer ler também