Comunidade escolar do Santos Dumont recebe orientação sobre o Aedes aegypti

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS), através do Programa Saúde na Escola (PSE), promoveu na tarde de sexta-feira, 11, um momento de orientações para os pais, alunos e professores da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Ministro Geraldo Barreto Sobral, localizada no Loteamento Pau Ferro, no Santos Dumont. O objetivo da ação foi alertar sobre os cuidados e formas de prevenção contra o mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue, Zika Vírus e da Febre Chikungunya. Durante a ação, foi exibido um vídeo educativo e também distribuído panfletos.

 

Segundo a referência técnica do PSE, Ilziney Simões, a proposta foi para alertar toda a equipe da escola, desde os funcionários, até os pais. “Primeiramente a intervenção foi com o professores, para eles realizarem as intervenções dentro da sala de aula e também para disseminar informações no local onde eles moram. Os funcionários de serviços gerais também foram alertados, assim como os pais e os alunos que estavam chegando para fazer a matrícula na escola”, informou.

 

Ilziney Simões ainda explica que também foi explicada as outras ações que serão realizadas no bairro. “Além de falarmos da Dengue, da Zika, da Chikungunya e dos problemas que estamos vivenciando nesse momento por conta da Microcefalia, também falamos sobre a força tarefa que terá amanha, 12, na comunidade em parceria com o exército e com outros órgãos, na tentativa de identificar os focos do mosquito e para realizar orientações à população”, destacou.

 

Esse momento foi importante para os professores da escola, que assistiram um vídeo para entender mais sobre o mosquito. “Foi um momento essencial para esclarecer a importância da prevenção do mosquito nesta comunidade, já que o foco aqui é muito grande, e serviu para nos conscientizar cada vez mais sobre como prevenir também dentro das nossas casas. Esses vídeos devem ser fornecidos para ser trabalhado nas salas de aula, para os alunos se conscientizarem e para os professores sempre contextualizarem em seus conteúdos essa necessidade de prevenir contra o mosquito”, afirmou a professora Joelma Gonçalves.

 

O aluno da escola, Cleiton Santos, achou essencial as informações passadas pela equipe do PSE. “Eu gostei muito das informações, e eu não quero adoecer, pois esse mosquito é grave, pode causar muitas doenças e pode até matar as pessoas. Por isso que é importante alertar”, destacou.

 

Fonte: PMA