Defasagem da tarifa é apontada como um dos fatores para desequilíbrio econômico do sistema de transporte

Na manhã desta quinta-feira (13), funcionários de uma das empresas de ônibus paralisaram as atividades. Eles questionam o atraso no pagamento de salários e benefícios. A empresa, a viação Modelo, chegou a quitar uma parte dos salários em atraso nessa semana e está buscando alternativas para atender o quanto antes pleito justo dos seus colaboradores.

Sobre o ocorrido, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju (Setransp) disse que a situação atual de todo o sistema de transporte é de desequilíbrio econômico diante do acúmulo de débitos postergados durante a pandemia; aumento gradativo das despesas, principalmente o combustível; crescimento da utilização de gratuidade sem fonte de custo; queda do número de passageiros que ainda passa dos 40%; a defasagem da tarifa de ônibus e a falta de aporte extra tarifário, entre outros.

“O Setransp alerta para a necessidade de apoio quanto a realidade do sistema de transporte, prestador de um serviço essencial para população, que tem sido ameaçado com interrupções frequentes ao longo dos últimos anos por conta de questões financeiras”, diz a assessoria.