ARACAJU/SE, 13 de abril de 2024 , 18:54:29

logoajn1

Demitidos de empresa terceirizada fazem ato no Tecarmo 

Da redação, AJN1

 

Mais de 200 ex-funcionários da empresa MCE, terceirizada da Petrobras para atuar na manutenção do Polo Atalaia (Tecarmo), protestaram na manhã desta quinta-feira (5), em frente à sede da estatal, no bairro Aruanda, zona Sul de Aracaju.

 

Os trabalhadores exigem que a Petrobras contrate outra empresa terceirizada para o aproveitamento do pessoal que ficou desempregado com o encerramento do contrato por parte da MCE.

 

A empresa atuava no Tecarmo, na Fafem, na cidade de Laranjeiras, e nas plataformas. Era também responsável pelo armazenamento e distribuição de gás e óleo para Alagoas, Sergipe e outros estados do Nordeste.

 

Após a demissão em massa, os ex-funcionários se queixam que ainda não conseguiram receber as verbas rescisórias e benefícios atrasados.

 

De acordo com Marcos Luiz, representante dos trabalhadores do Tecarmo, com as demissões, muitos trabalhadores estão passando necessidades.

 

“Os salários começaram a atrasar desde agosto do ano passado, além da cesta básica, transporte. A empresa MCE tinha débitos com o refeitório, com a empresa que lavava fardas, e mesmo com a Petrobras fiscalizando não tomou providências. Em janeiro a empresa entregou o contrato”, declara.

 

Marcos diz ainda que a categoria precisou entrar na Jstiça para reaver seus direitos. “Agora que alguns FGTS começaram a ser liberados, mas ainda nada de verbas rescisórias e, enquanto isso, estamos passando necessidades”.

 

De acordo com o Sindicato dos Petroleiros de Sergipe e Alagoas (Sindipetro AL/SE), são 210 funcionários desempregados no Tecarmo, cerca de 200 da Fafen e 80 que trabalhavam embarcados.

 

Petrobras e MCE

 

A AJN1 procurou as assessorias de Comunicação da Petrobras e da empresa MCE, mas não foram encontradas. 
 

Você pode querer ler também