ARACAJU/SE, 27 de maio de 2024 , 2:55:18

logoajn1

Dentista explica os riscos que a má saúde bucal traz ao organismo

 

A manutenção de bons hábitos de higiene pessoal é fundamental para prevenir doenças e promover a saúde individual. A má higiene pode levar ao desenvolvimento de várias condições médicas como doenças e infecções.
Segundo dados do Ministério da Saúde, 55% dos brasileiros não vão ao dentista pelo menos uma vez ao ano e 60% da população brasileira não tem acesso a serviços odontológicos de qualidade, o que contribui ainda para o aumento de problemas como cáries, doenças periodontais e perda dentária precoce.
Segundo a dentista Rafaela Maynart Batista, coordenadora do curso de Odontologia da Faculdade Anhanguera, esses números destacam a importância de enfatizar essa conscientização social acerca dos cuidados com a saúde bucal a fim de orientar a população de que saúde bucal e saúde do corpo estão interligados.
“A cavidade oral é a porta de entrada para o trato gastrointestinal e o resto do corpo. Da mesma forma que o intestino, a boca abriga bactérias, fungos e vírus, sendo a segunda maior comunidade microbiana em humanos. Além de doenças bucais e problemas ocasionados pela falta de higiene bucal como placa bacteriana, cárie dentária, gengivite e mau hálito, esse descuido pode levar a infecções graves”, alerta.
Rafaela explica, que a acumulação de placa bacteriana, por exemplo, pode levar a inflamação das gengivas, que por sua vez pode facilitar a entrada de bactérias na corrente sanguínea, contribuindo para um risco de inflamação sistêmica associada às doenças cardíacas, inclusive.
“A falta de cuidados com a saúde bucal pode levar não só à doença periodontal, mas diabetes descontrolada, pneumonia, doenças respiratórias, complicações durante a gravidez como parto prematuro e baixo peso ao nascer, e até mesmo agravar condições como doença renal crônica”.
Rafaela destaca que, nesse contexto, é essencial adotar uma rotina de cuidados diários, incluindo escovação regular dos dentes pelo menos duas vezes ao dia, uso de fio dental diariamente, enxaguante bucal sem álcool, e visitas periódicas ao dentista. Além disso a especialista sugere que, evitar o tabaco, seguir uma alimentação saudável e substituir a escova de dentes regularmente também são medidas importantes para reduzir significativamente o risco de desenvolver doenças bucais e promover uma melhor saúde geral.

Você pode querer ler também