ARACAJU/SE, 16 de abril de 2024 , 23:59:39

logoajn1

Detentas do Prefem fazem cadastramento biométrico para votar nas eleições 2016

Detentas do Presídio Feminino (Prefem) realizaram cadastramento biométrico para exercer o direito de votar nas eleições de 2016. Segundo a diretora do presídio, Valéria Farias, somente 40 detentas provisórias se cadastraram. “De um total de 210, 40 presas processadas, que estão dentro dos padrões exigidos pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) podem e desejam exercer o direito de votar, já as sentenciadas ficam com o direito de voto suspenso”, explica.

 

De acordo coma diretora, da mesma maneira que o kit biométrico foi levado até o presídio pelos servidores do TRE no dia do cadastramento, no dia da votação contará com toda uma equipe especial. “A urna vai ser instalada aqui, o presídio respondeu a todas as condições necessárias para a realização do pleito eleitoral de 2016, exigidas pela 34ª Zona Eleitoral, situada em Nossa Senhora do Socorro, possuindo estrutura favorável e segura”, pontua.

 

Cidadania

 

Como muitas presas não possui o título ou são cadastradas em outros municípios, elas tiveram seus títulos transferidos para Socorro.  “Elas fizeram a transferência do cadastro para o município de Socorro e agora estão habilitadas a votar nessas eleições. Esse é o único presídio do Estado em que esse trabalho está sendo feito”, salienta.

 

A direção comemora o trabalho de inclusão das presas nas decisões da sociedade através do voto. “Isso é muito bom, o direito da cidadania será exercido e isso motiva a socialização, é uma forma de inclusão. Elas poderão exercer a cidadania, até porque é Lei, as presas provisórias tem o direito ao voto, mesmo elas estando segregadas aqui, elas têm o direito efetivado”, finaliza a diretora Valéria Farias.

 

 

Por Carolina Farias/CS

 

Você pode querer ler também