ARACAJU/SE, 13 de abril de 2024 , 20:33:50

logoajn1

Diante da Justiça Federal, Correios propõem ressarcimento ao Cirurgia por peça extraviada   

Da redação, AJN1

 

Na manhã desta sexta-feira (29), durante audiência na sede da Justiça Federal, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Correios) propôs ao Hospital de Cirurgia o ressarcimento da peça do aparelho de radioterapia, que foi enviada, via Sedex, de Belo Horizonte (MG) para Aracaju há cerca de um mês, mas foi extraviada.

 

Com a proposta dos Correios, o hospital teria que, com recursos próprios, comprar novamente a peça no mercado e, posteriormente, a estatal federal faria o reembolso, evitando, assim, abrir licitação para adquirir o objeto, já que o processo tem veias burocráticas e poderia acarretar numa demora ainda mais penosa e danosa aos pacientes que aguardam pelo tratamento.

 

A peça, um Colimador composto por motor, potenciômetro, engrenagens e um cabo para o Acelerador Linear, gira em torno de R$ 12 mil. O artefato é essencial para o conserto da máquina radioterápica da unidade hospitalar, que se encontra quebrada há um mês, deixando mais de 60 pacientes oncológicos sem a sequência vital do tratamento.

 

Justiça e PF

 

Para solucionar o caso, o Hospital de Cirurgia teve que entrar com uma ação na Justiça Federal contra os Correios. A Justiça, prontamente, concedeu liminar dando um prazo de 24h para que os Correios encontrem a peça ou comprem uma igual.

 

Até o Departamento de Crimes Fazendários da Polícia Federal (PF) em Sergipe teve que intervir no caso e já abriu inquérito pelo crime de furto no último dia 26.
 

Você pode querer ler também