Sergipe perde João Alves Filho, um grande homem público, que muito contribuiu para o desenvolvimento do estado. Saiba mais

Egressos do sistema socioeducativo têm acesso a cursos

 

O Núcleo da Criança e do Adolescente da Defensoria Pública de Sergipe reuniu representantes da Fundação Renascer e do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) para discutir parcerias com o objetivo de disponibilizar cursos profissionalizantes para adolescentes egressos do sistema socioeducativo.

Segundo a coordenadora do Núcleo, a defensora pública Karine Neri, os cursos promovidos pelas instituições podem mudar a vida dos jovens e adolescentes. “É importante fortalecer a parceria entre os órgãos para profissionalizar os jovens e adolescentes egressos, por isso, estamos nos somando a esse vínculo, buscando uma ampliação das oportunidades de qualificação técnica destes jovens, que podem lhes dar a chance de começar de novo, de construir um futuro diferente a partir de novas escolhas”, destacou.

A gerente do Núcleo de Promoção Social e Relação com Egressos do Senac, Hipácia Nogueira, ressaltou a importância da qualificação profissionald os adolescentes para que eles possam ter novas oportunidades. “O Senac tem essa preocupação de estar incluindo e dando oportunidades para os egressos, trabalhando o comportamento, as atitudes e dando uma direção de qualificação profissional. Já temos uma parceria com a Fundação Renascer e esperamos continuar caminhando cada vez mais juntos para que esses adolescentes tenham oportunidades no mercado de trabalho”, disse.

Atuando no Programa de Egressos da Fundação Renascer, a assistente social Lylyan Gleyse, disse que é contínua a busca de novas parcerias para inclusão dos adolescentes que saem da medida socioeducativa. “Os adolescentes passam um ano e quatro meses nos cursos, com direito a bolsa, transporte e aulas práticas nas empresas parceiras”, destacou.

*Com informações Ascom Defensoria