ARACAJU/SE, 25 de junho de 2024 , 2:57:05

logoajn1

Encontro discute estratégias para o empreendedorismo

 

O Sebrae promove nesta terça-feira (5), a partir das 8h, no hotel Confort Inn, o I Seminário Desafios do Ecossistema Empreendedor. O evento reúne estudantes, representantes de instituições de ensino superior, startups, empresas júniores e palestrantes convidados para discutir estratégias que facilitem a difusão do empreendedorismo em Sergipe.

A ideia é formar uma rede, a partir da colaboração de governos, instituições de fomento, universidades e empresários, que viabilize a atuação dos novos empreendedores, gerando oportunidades e estimulando o desenvolvimento do estado.

O Seminário será aberto ás 9h com a Rodada de Oportunidades, um encontro de negócios em que startups e empresas júniores irão ofertar seus produtos e serviços para empreendimentos de diversos setores da economia sergipana.

À tarde, a partir das 14h30, o evento prossegue com o painel Inovação X Investidores, com a participação do representante da Anjos do Brasil em Sergipe, Roger Barros, e do presidente do Instituto de Tecnologia de São Caetano do Sul, Benício José de Oliveira Filho.

A programação conta ainda com a Oficina Pitch para Investidores, mediada pelo CEO do Grupo Rede +, Rodrigo Paolilo, e uma Mentoria para professores universitários, com a gerente do I-Tec, Thyara Figueiredo.

Ecossistema Empreendedor

O Ecossistema Empreendedor parte do princípio de que assim como na biologia, todos os elementos são dependentes do meio em que estão inseridos. Dessa forma, o ambiente em que uma empresa está presente afeta diretamente na sua capacidade de crescer.

Assim, o ecossistema busca oferecer oportunidades, sobretudo ás startups e novas empresas, para que elas consigam inovar. Por meio de eventos e colaboração, os envolvidos buscam suprir as necessidades uns dos outros e formar parcerias.

Dentro desse cenário, diferentes agentes são protagonistas da transformação, com destaque para as universidades. Elas potencializam o surgimento de novo empreendedores, despertando o sonho e a inovação em seus alunos e na comunidade onde está inserida.

No Brasil ainda faltam estratégias para essas instituições multiplicarem o número de universitários que criam empresas inovadoras. Um estudo do Sebrae e da Endeavor mostrou que embora 65% dos docentes estejam satisfeitos com iniciativas de empreendedorismo dentro da universidade, a média entre os alunos é de apenas 36%.

Uma das causas para essa percepção divergente é a falta de conexão entre seus professores e o mercado. Por mais que metade deles apoiem e/ou estejam relacionados ao movimento de educação empreendedora, 48% deles relataram nunca terem tido uma experiência empreendedora, sendo que 38% não têm vontade e/ou tempo para abrir seu próprio negócio.

Fonte: Ascom Sebrae

Você pode querer ler também