ARACAJU/SE, 15 de abril de 2024 , 9:09:25

logoajn1

Estado de Sergipe lidera dados de infraestrutura domiciliar na Região Nordeste

 

Sergipe foi o estado da Região Nordeste com os melhores índices de acesso à água, à rede coletora de esgoto e à coleta de lixo, de acordo com dados do Censo Demográfico de 2022. Os números foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e analisados pelo Observatório de Sergipe, vinculado ao governo do estado por meio da Secretaria Especial de Planejamento, Orçamento e Inovação (Seplan).

Em 2022, dos 782.919 domicílios em Sergipe, 92,9% possuíam água canalizada. O resultado supera a média da Região Nordeste, que é de 89,2%. No enfoque nacional, o estado se destaca como 14º com maior proporção de domicílios com água canalizada, enquanto lidera o ranking no Nordeste.

Entre os municípios sergipanos, Aracaju tem a maior proporção de domicílios com água canalizada, com 99,3%, seguido por Barra dos Coqueiros (98,7%) e General Maynard (98,7%). Em 2022, a rede geral de distribuição de água foi a principal fonte de abastecimento para 85,4% dos domicílios em sergipanos.

Ainda de acordo com a pesquisa, a rede geral de distribuição de água foi a principal forma de abastecimento de água para 85,4% dos domicílios sergipanos, onde residiam 1,9 milhão de pessoas. No Brasil, o percentual foi de 83,8% e no Nordeste, de 77%.

O subsecretário de Estudos e Pesquisas da Seplan, Ciro Brasil, responsável pelo Observatório de Sergipe, destacou os dados divulgados pelo levantamento. “As análises preliminares do Censo demonstram que Sergipe evoluiu e se destaca no contexto nordestino, liderando os indicadores de acesso à água, tratamento do esgoto e coleta de lixo”, afirmou.

Ranking nacional

No ranking nacional, Sergipe é o sétimo estado com maior proporção de domicílios abastecidos principalmente pela rede geral de distribuição de água. Já no Nordeste, o estado se destaca como líder nesse indicador. Entre os municípios sergipanos, Nossa Senhora do Socorro possui o maior percentual de domicílios abastecidos por essa rede (97,5%), seguido por Aracaju (97,45%) e Carmópolis (97,0%).

Quanto ao esgotamento sanitário, Sergipe se destaca como o estado da região Nordeste com o maior percentual de domicílios (54,2%) conectados à rede geral de distribuição em 2022. Bahia (53,9%) e Pernambuco (53,5%) seguem na sequência. Já Maranhão (18,2%) e Piauí (18,5%) apresentaram os menores percentuais. A nível nacional, Sergipe passa da 11ª posição (Censo 2010) para a 9ª posição no Censo 2022, com um incremento de 14,7 p.p. Sergipe teve a maior evolução deste indicador na Região Nordeste, seguido de Alagoas (12,7 p.p.) e Piauí (11,5 p. p.).

Em 2022, 98,25% dos domicílios sergipanos possuíam no mínimo um banheiro de uso exclusivo. O resultado ficou acima do registrado pelo Brasil (98,11%) e pelo Nordeste (95,52%). No ranking, Sergipe se destaca como a 14ª melhor posição nesse indicador. Já no Nordeste ocupa o segundo lugar, ficando atrás apenas para o Rio Grande do Norte (98,3%).

Acesso à coleta de lixo e moradia em apartamento

Em Sergipe, 91,52% dos domicílios tinham acesso à coleta de lixo, seguido por Rio Grande do Norte (90,84%) e Alagoas (87,22%). Os com índice mais baixos foram no Maranhão (71,43%) e Piauí (73,67%).

De acordo com o Censo, a maioria da população, composta por 1,9 milhão de pessoas (87,5%), morava em casas. Entretanto, a proporção de pessoas morando em apartamentos vem crescendo: em 2000 era 3,7%, passando para 5,4% em 2010 até chegar aos 9,5% registrados em 2022.

Ao analisar os Censos de 2010 e 2022, observa-se um crescimento na proporção da população residindo em apartamentos em todos os estados. Em Sergipe, esse aumento foi de 4,1 pontos percentuais, superando a média do Nordeste (3,2 p.p) e igualando-se à média nacional (4,1 p.p).

Aracaju lidera os municípios sergipanos com a maior proporção de pessoas que residem em apartamentos, registrando 30,5%. Barra dos Coqueiros (24,6%) e São Cristóvão (17,1%) vêm em seguida.

Você pode querer ler também