Sergipe perde João Alves Filho, um grande homem público, que muito contribuiu para o desenvolvimento do estado. Saiba mais

Família diz que quadro de saúde de João Alves é estável

O ex-governador de Sergipe, João Alves Filho, 79, permanece estável, na UTI do Hospital Sírio Libanês, em Brasília, onde foi internado na quarta-feira, 18, após sofrer uma parada cardíaca. A informação foi passada por familiares, por volta das 19h desta quinta-feira. A família continua pedindo orações.

Com a saúde debilitada, João Alves está residindo em Brasília há algum tempo, na companhia da esposa, a senadora Maria do Carmo. Devido ao estado de saúde, vinha sendo mantido em home care. Porém, na última quarta-feira teve o quadro de saúde agravado e precisou ser levado para o Sírio Libanês, após a parada cardíaca.

Formado em engenharia civil, João Alves Filho governou Sergipe por três mandatos. O primeiro de 1983 a 1987, o segundo de 1991 a 1994 e o último de 2003 a 2006. Na última década, foi eleito prefeito de Aracaju, em 2012, exercendo a função de 2013 a 2016. O político de 79 anos teve a carreira marcada pelo envolvimento com os desafios da Região Nordeste e com a transposição do rio São Francisco.

João Chapéu de Couro, como era popularmente conhecido, também foi ministro do Interior do Brasil de 1987 a 1990, quando o cargo criado em 1967 foi extinto para ser substituído pela a Secretaria de Desenvolvimento Regional, instalada na estrutura administrativa da Presidência da República.