ARACAJU/SE, 25 de fevereiro de 2024 , 6:37:04

logoajn1

Famílias ocupam sede da PMA na busca do aluguel social

 

Da redação, AJN1

Famílias que ocupam imóveis de um empreendimento construído pela Caixa Econômica Federal (CEF), em parceria com a Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA), no bairro Santa Maria, ocupam desde o início da manhã de hoje (15), a sede da PMA no conjunto Costa de Silva. Depois de buscar, sem sucesso, entendimento com a administração municipal, elas prometem que só irão deixar o local após serem recebidos pelo prefeito Edvaldo Nogueira ou pela secretária Municipal de Ação Social, Eliane Aquino.

A ocupação é para cobrar providências dos gestores com relação ao pagamento do aluguel social ou realocação das famílias para outra área. A informação é que as pessoas que estão morando no residencial Vida Nova têm até a quarta-feira (17) para deixar o local. Os defensores públicos Alfredo Nikolaus e Sérgio Barreto Morais estão no local tentando viabilizar um acordo entre as famílias e a PMA.

De acordo com um dos líderes da ocupação, Anthony Costa dos Santos, são cerca de 250 famílias que estão no condomínio no bairro Santa Maria, e o prazo dado pela Justiça para que desocupem os imóveis foi de 45 dias. A ação de reintegração de posse foi impetrada pela Caixa Econômica Federal (CEF). “Na audiência que aconteceu no dia 16 de março foi dado um prazo que termina agora na quarta-feira, para que a gente deixe o local”, explicou Anthony Costa, acrescentando que na mesma audiência o Ministério Público Federal (MPF) entendeu que a responsabilidade pela prestação de assistência as famílias é do município de Aracaju.

Anthony Costa lembrou que os imóveis estavam prontos há mais de dois anos e como não foi providenciada a entrega, as famílias decidiram invadi-los no final do ano passado. “Só quem já passou por ocupações, morando em barracos de lona é quem tem interesse em morar no Santa Maria, que é uma comunidade esquecida pelo Poder Público”. Ele ressaltou que as famílias estão dispostas a permanecer na sede da PMA até que lhes sejam apresentados uma solução para o problema pelo prefeito Edvaldo Nogueira.

Você pode querer ler também