Fim de isenção no imposto eleva preço do diesel

Da Redação AJN1

O Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo no Estado de Sergipe (SINDPESE) informou que o PIS/Cofins referente ao diesel voltou a ser cobrado no último sábado, dia 1º de maio. Isso significa que o fim da isenção deve impactar em R$ 0,31 por litro do combustível.

A isenção do PIS/Cofins referente ao diesel teve início no dia primeiro de março de 2021, oficializada pelo Governo Federal, como forma de segurar o avanço nos preços. Para compensar, aumentou-se a contribuição de instituições financeiras. Porém, a decisão de zerar os impostos federais só durou dois meses, porque o Governo não achou que a estratégia funcionou muito bem para reduzir o valor do combustível para os caminhoneiros e empresas de ônibus.

O secretário-executivo do SINDPESE, Maurício Cotrim, disse que o receio dos empresários do ramo é que a retomada da cobrança provoque queda nas vendas. “A partir do momento que tem um aumento no preço do combustível, a tendência é reduzir ainda mais o consumo”, lamentou Cotrim.

A previsão é que o repasse aconteça nas bombas. “O revendedor que comprou com o imposto atualizado repassará o valor para as bombas, de acordo com o seu estoque e estruturas de custo. Lembrando que os preços [praticados] são livres”, finalizou Cotrim.