ARACAJU/SE, 23 de fevereiro de 2024 , 1:38:46

logoajn1

Fios de sustentação para o rosto são aliados no combate à flacidez facial

 

Com o passar dos anos, naturalmente, a pele humana vai perdendo a firmeza e, com isso, torna-se flácida. Embora esse seja um processo natural, a aparência que isso acarreta acaba incomodando muitas pessoas. É nessas situações, onde o envelhecimento facial começa a “mostrar as caras”, que os fios de sustentação para o rosto tornam-se grandes aliados no combate à flacidez.

Fios de sustentação são filamentos colocados no tecido subcutâneo para levantar a pele caída com o processo de envelhecimento, eles são usados para melhorar o contorno facial. Esses fios possuem pequenas espículas ao longo de seu comprimento, que são usados para fixação. São 100% absorvíveis e com rápida recuperação, como explica o ortodontista Diego Borrajo, que trabalha com esse procedimento em sua clínica.

“O procedimento é bem simples e pode ser realizado no próprio consultório médico. Para inserção dos fios de sustentação é utilizada uma pequena cânula que faz pequenos furos no rosto do paciente. É aplicada anestesia local para reduzir qualquer incômodo. Geralmente, são inseridos entre 4 a 8 filamentos, dependendo do grau de flacidez apresentado”, detalha o ortodontista.

Assegurando a boa recuperação após a inserção dos fios, Borrajo ressalta que as perfurações fecham imediatamente, não havendo necessidade de incisões. Além disso, ele afirma que o paciente não sente nenhum tipo de dor durante o procedimento e não há necessidade de afastamento de suas atividades trabalhistas.

“A pele pode ficar mais avermelhada e inchada nos dias que seguem a inserção, por isso são recomendadas compressas geladas nas primeiras 48 horas, o que ajuda o organismo a reabsorver o edema e os hematomas. O uso de filtro solar também é muito importante durante a recuperação”, orienta Diego Borrajo.

De acordo com o ortodontista, os fios de sustentação são contraindicados para portadores de doenças autoimunes, como o lúpus eritematoso sistêmico, e a pacientes com infecções. “Esse tratamento é indicado para pessoas que possuem mais de 30 anos de idade, sentem-se incomodadas por apresentarem flacidez leve a moderada na pele e não possuam excesso de gordura na região a ser tratada”, recomenda Diego Borrajo.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Você pode querer ler também