Funcionários de maior maternidade da região Centro-Sul paralisam atividades

Da redação, AJN1

 

Com os salários atrasados desde dezembro, os funcionários da maternidade Zacarias Junior, localizada em Lagarto, vão paralisar as atividades nesta terça-feira (23), até que a prefeitura realize o pagamento dos vencimentos.

 

Mais de 90 profissionais, entre médicos, enfermeiros e auxiliares de administração que trabalham naquela maternidade reuniram-se hoje (22) com o diretor presidente da instituição, Edivanilson Rodrigues, o qual acatou a vontade dos funcionários.

 

“Existe um contrato com o município de Lagarto desde outubro de 2015. Há atrasos no pagamento, impossibilitando os repasse para os funcionários. Hoje a maternidade não recebeu parte dos vencimentos referentes a dezembro e isso inviabiliza o funcionamento. Com essa situação, os funcionários decidiram, de forma coerente, paralisar as atividades durante o dia de amanhã”, ratificou Edivanilson.

 

Procurada, a assessoria de Comunicação da Prefeitura de Lagarto não foi encontrada para se pronunciar sobre o assunto. 

 

Maternidade

 

Fundada em 1948, a Maternidade Zacarias Junior desde então vem oferecendo ao Município e regiões circunvizinhas um atendimento especializado com profissionais capacitados em vários serviços.