ARACAJU/SE, 18 de julho de 2024 , 11:30:12

logoajn1

Funcionários dos Correios entram em greve por tempo indeterminado em Sergipe

Joângelo Custódio repórter AJN1

Os funcionários da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Correios) em Sergipe decidiram na noite de ontem (21), durante assembleia, aderir à greve nacional. A partir desta terça-feira (22), apenas 30% dos serviços estão mantidos. Apenas o Serviço de Encomenda Expressa de Documentos e Mercadorias (Sedex) funciona normalmente.

De acordo com o secretário do Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos e Similares do Estado de Sergipe, Sérgio Lima, a Empresa vai fazer a triagem de todas as funções e definir quais são as prioridades. Segundo ele, a greve não objetiva prejudicar o povo, mas requerer direitos dos trabalhadores.

“Já recebemos informações de que a Empresa tomou como prioridade somente o Sedex. As correspondências simples, como cobranças, não faremos a distribuição. Não temos interesse em prejudicar a população, porque hoje não temos um quantitativo adequado, a Empresa contratou mão de obra terceirizada e agente rechaça isso”, alega ele.

As principais pautas de reivindicações da categoria são: ganho real, acima da inflação; realização de concurso público para aumentar a grade de funcionários; e a manutenção do plano de saúde. 
 

Sérgio Lima disse ainda que as conversas com a Empresa vêm ocorrendo desde agosto desse ano, mas sem êxito. “Nesse momento, vemos como única saída a greve. Na semana passada, parte dos Estados entrou, relutamos em aderir, mas agora não tem mais outra saída. Nós temos concursados aguardando serem chamados e a Empresa contratou mão de obra terceirizada, um absurdo”, concluiu. 

 

Fotos: Lindivaldo Ribeiro/CS

Você pode querer ler também