ARACAJU/SE, 15 de abril de 2024 , 10:32:46

logoajn1

Gestantes em alerta: aumento de casos de dengue exige cuidados redobrados

 

Com o aumento alarmante dos casos de dengue neste verão, um grupo vulnerável requer atenção redobrada: as gestantes. Um estudo realizado pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), analisando dados de 2016 a 2019, revelou a dengue foi a segunda doença de causa infecciosa mais frequente em mulheres grávidas, neste período.

De acordo com especialistas, a incidência de dengue nas mulheres grávidas é semelhante à da população geral. Entretanto, os casos são mais graves, principalmente no último trimestre de gravidez, com um risco de óbito até 4 vezes maior, como relatado em um estudo da Universidade Federal de Goiás.

“O maior risco de agravamento dos casos de dengue no último trimestre de gestação está relacionado à forma hemorrágica. Apesar disso, a dengue não tem sido associada à presença de mal formações fetais durante a gravidez. Entretanto, a infecção no primeiro trimestre pode levar a alterações na placenta que podem afetar todo o período da gestação. Também foram identificados maiores riscos de hipertensão gestacional”, explica o diretor médico da Organon, Luiz Lucio.

É fundamental que as gestantes adotem todas as precauções necessárias para proteger sua saúde e a de seus bebês. Abaixo estão algumas orientações para prevenção:

 

Cuidados Preventivos:

Eliminação de Criadouros: Remova qualquer local que possa servir de criadouro para o mosquito Aedes aegypti, evitando o acúmulo de água parada em casa e no trabalho.

Uso de Repelentes e Vaporizadores: Utilize repelentes contra insetos e vaporizadores elétricos para afastar os mosquitos. Instale telas de proteção nas portas e janelas para evitar a entrada dos mosquitos.

Vestimenta Adequada: Prefira roupas que cubram mais o corpo, como calças compridas e meias, para reduzir o risco de picadas de mosquito.

Evite Viagens para Áreas Endêmicas: Evite viajar para regiões com alta incidência de dengue, especialmente durante a gravidez.

 

Consulte seu médico obstetra para obter mais informações.

Você pode querer ler também