ARACAJU/SE, 19 de maio de 2024 , 2:46:16

logoajn1

Governo de Sergipe quer a ilegalidade da greve dos policiais civis

A Secretaria de Estado da Segurança Pública de Sergipe (SSP) pediu à Procuradoria Geral do Estado (PGE) que entre com pedido na Justiça pela ilegalidade da greve dos policiais civis, que já dura 12 dias. 

O posicionamento do Governo incomodou o presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Sergipe (Sinpol/SE), João Alexandre. “A greve é um instrumento legítimo do trabalhador. Ao pedir a ilegalidade, cessam-se nossos direitos e necessidades”, disse.

Uma vez decretada a ilegalidade, uma assembleia será realizada com os policiais civis para decidirem novas diretrizes. “Se isso acontecer, vamos nos reunir para buscar outras estratégias para mostrar ao Governo que ele está errado”, revela Alexandre.

SSP

A assessoria da SSP disse que não há mais motivo para que a categoria fique paralisada. “Os pedidos foram atendidos: pagamento da segunda parcela do salário de julho e a retirada de 300 presos das delegacias”.

No entanto, o Sinpol alega que a greve não foi motivada apenas por esses dois pleitos. A categoria pede também pagamento do subsidio, reajuste linear e recuperação dos reajustes salariais.

 

Foto: Lindivaldo Ribeiro/SSP

 

Você pode querer ler também