ARACAJU/SE, 20 de julho de 2024 , 0:28:18

logoajn1

Governo vai pedir à Justiça ilegalidade da greve dos professores

Por Joangelo Custódio

 

O Governo do Estado vai entrar com ação na Justiça contra o Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado de Sergipe (Sintese) e pedir a ilegalidade da greve dos professores que já dura três dias e prejudica mais de 140 mil alunos da rede pública. Caso a Justiça conceda liminar favorável ao Governo, o Sintese terá que pagar multa diária se permanecer com a paralisação. 

 

O posicionamento do Governo é de que a dificuldade financeira do Estado é real e o cenário não permite espaço para conseguir respaldo econômico e financeiro para um reajuste de 13,1%, principalmente pelo impacto que isto significaria na folha da previdência, onde o Governo já tem um comprometimento muito elevado. Entretanto, será preciso fazer a contabilidade do primeiro quadrimestre das contas públicas e, após esse estudo, será esboçado um cenário para avaliar os pedidos da categoria.

 

A categoria cobra do governador Jackson Barreto, além do pagamento do reajuste do piso salarial, melhorias nas condições de trabalho e segurança nas escolas.
 
Para o professor Roberto Silva, representante do Sintese, o Governo tem, sim, condições de pagar o piso. “Entendemos, de forma absoluta, de que vamos esperar uma contraproposta do reajuste, mas vamos esperar em greve. O Governo tem dinheiro, só falta sensibilidade", rechaçou.

 

Leia também: "Governo tem dinheiro, só falta sensibilidade”, afirma representante do Sintese

 

Você pode querer ler também