ARACAJU/SE, 22 de junho de 2024 , 0:50:51

logoajn1

Hospital de Cirurgia apresentará caso raríssimo no maior congresso de cardiologia do mundo

 

 

Referência em Cardiologia para o Sistema Único de Saúde (SUS) em Sergipe e na Região Nordeste, o Hospital de Cirurgia (HC) apresentará os frutos do seu serviço no maior congresso de cardiologia do mundo, o ESC Congress 2024. Isso porque um trabalho científico da unidade hospitalar sobre um caso raríssimo de amiloidose cardíaca fulminante – doença grave, que afeta apenas uma a duas pessoas a cada um milhão – foi aprovado para o evento, que será em Londres, de 30 de agosto a 2 de setembro.

 

Responsável pelas especialidades de Insuficiência Cardíaca, Cardiomiopatias e Transplante Cardíaco do HC, o cardiologista Dr. Carlos Aurélio Aragão é o autor do trabalho e será o responsável por levar o Cirurgia para a Europa. “Para mim é uma honra muito grande e uma alegria enorme fazer ciência no Cirurgia, um hospital referência em cardiologia, e levar dados sergipanos, do nosso hospital, para o maior congresso de cardiologia do mundo. Todo cardiologista vislumbra estar nesse congresso pelo menos como participante e, agora, iremos como apresentador oral de trabalho científico”, afirma.

 

Amiloidose fulminante

Dr. Carlos Aurélio explica que a amiloidose é caracterizada pelo aumento da produção de proteínas específicas que são insolúveis e, quando em excesso, se depositam nos órgãos do corpo gerando disfunção, como coração. Trata-se de uma doença rara, que se origina em sua maioria das vezes em idosos, sendo mais incomum ainda surgir em jovens. E o caso do trabalho científico do HC aprovado pelo ESC Congress relata a enfermidade num paciente de apenas 28 anos, que foi diagnosticado e tratado de forma precoce e eficaz, evitando o óbito.

 

“Nosso trabalho aborda o caso de um paciente jovem que deu entrada no hospital, por meio do nosso ambulatório de consultas, com um quadro de insuficiência cardíaca, com o coração fraco. Na primeira consulta, suspeitei ser amiloidose e pedi exames. Só que, até saírem os resultados, ele piorou clinicamente, ficou grave, precisou ser internado e a suspeita ficou mais forte. É algo realmente raríssimo, pois não é comum termos esses quadros fulminantes e menos ainda em um paciente jovem. Mas graças a nossa expertise suspeitamos, diagnosticamos, tratamos e salvamos a vida desse paciente, visto que se trata de uma doença potencialmente fatal”, relata o cardiologista.

 

Maior congresso da Europa

Dr. Carlos Aurélio ressalta que, com o trabalho sobre amiloidose, o Cirurgia concorreu com o mundo inteiro para se apresentar naquele que é considerado o maior evento médico da Europa. “Pouquíssimos brasileiros foram aprovados, menos de 15. E desses 15, somos o único do Nordeste que estamos levando um trabalho aprovado para o ESC em Londres. É o HC fazendo Medicina baseada em evidências, em qualidade e levando para o mundo o que Sergipe tem de melhor. Estou extremamente feliz de estar participando dessa vitória, que não é só minha”, enfatiza Dr. Carlos Aurélio.

 

Chefe do Serviço de Cardiologia do HC, o médico cardiologista Dr. Luiz Flávio Prado não esconde o orgulho de ter um trabalho científico produzido nas dependências do Cirurgia sendo selecionado para o maior congresso de cardiologia do mundo.

 

“O ESC Congress é onde os principais especialistas em cardiologia do mundo se reúnem para transformar o atendimento ao paciente e avançar no campo por meio de pesquisas inovadoras, tecnologias pioneiras e iniciativas colaborativas. Este evento é crucial e serve como um catalisador para moldar o futuro da medicina cardiovascular em escala global”, destaca Dr. Luiz Flávio Prado.

 

Cardiologia de ponta

Habilitado pelo Ministério da Saúde em alta complexidade cardiovascular e única referência cardiológica para o SUS em Sergipe, o Cirurgia é destaque no ranking nacional do Sistema Único em realização de procedimentos cardiovasculares. De acordo com dados do Tabwin/DATASUS, o HC concluiu 2023 na 1ª colocação no Nordeste entre 80 hospitais e 7º lugar no país entre 442 unidades hospitalares.

 

Para alcançar as primeiras colocações do ranking, o Cirurgia conta infraestrutura completa para o diagnóstico e o tratamento de doenças cardiovasculares: hemodinâmica com modernos equipamentos, centro cirúrgico para cirurgias cardíacas, UTI Cardiológica humanizada, Unidade Cardiovascular Avançada para pacientes infartados, enfermaria dedicada à cardiologia. Além do mais, oferece ambulatório de consultas com várias especialidades cardiológicas.

Você pode querer ler também