Interior de Sergipe registra queda de 57,6% nos homicídios, diz SSP

O interior de Sergipe apresentou uma redução de 57,6% na incidência de homicídios em comparativo entre o primeiro trimestre de 2016 e de 2021. De acordo com a Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEACrim), da Secretaria da Segurança Pública (SSP), enquanto que nos três primeiros meses de 2016 ocorreram 170 crimes no interior sergipano, esse número caiu para 72, em 2021, representando, ao menos, 98 vidas preservadas. A redução é fruto do trabalho integrado entre as Polícias Civil e Militar, junto à Coordenadoria Geral de Perícias (Cogerp). Como exemplo da redução, a cidade de Itabaiana registrou dois casos de homicídios no primeiro trimestre de 2021.

Segundo o levantamento da CEACrim, o interior sergipano – composto por 71 municípios, excetuando-se, além da capital, as cidades de Nossa Senhora do Socorro, São Cristóvão e Barra dos Coqueiros, na região metropolitana – tem apresentado tendência de retração na incidência de homicídios desde o ano de 2016. Entre 2017, com 139 casos, e 2021, com 72, a redução foi de 48,2%. Já entre 2018, com 144 ocorrências, e 2021, a queda foi de 50%. Em comparativo entre 2019, com 116 casos, e 2021, a diminuição foi de 37,9%. Já em relação a 2020, com 108 casos, e 2021, a queda foi de 33,3%.

O secretário da Segurança Pública, João Eloy de Menezes, considerou os números positivos e disse que é um importante marco para a população do interior sergipano. “Nossa preocupação com a segurança pública não é apenas com a capital, mas também com o interior do nosso estado. Temos avaliado constantemente a incidência criminal em todos os nossos municípios para traçarmos ações estratégicas e conjuntas entre as forças de segurança. Estamos combatendo a criminalidade com o objetivo de garantir o direito à segurança com a preservação de vidas”, detalhou.

João Eloy de Menezes relembrou que as ações das forças de segurança pública também podem ser norteadas por meio do registro do boletim de ocorrência e também da comunicação de fatos criminosos ao Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp – 190) e ao Disque Denúncia (181). “A população é nossa aliada no enfrentamento à violência. As denúncias de ações criminosas que estejam ocorrendo naquele momento podem ser repassadas à Polícia Militar, pelo 190. As denúncias de crimes recorrentes podem ser direcionadas à Polícia Civil, pelo 181”, pontuou.

As informações são da SSP.