ARACAJU/SE, 19 de julho de 2024 , 12:02:27

logoajn1

Inverno começa no dia 20 ou 21? Saiba por que as datas das estações não são fixas como se aprende na escola

 

O inverno começa nesta semana e, ao contrário do que pode constar em alguns livros didáticos ou apostilas, neste ano o início da estação não é no dia 21 de junho. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), em 2024, o inverno começa às 17h51 do dia 20.

Mas, se os livros escolares muitas vezes trazem uma data fixa para o início de cada estação, por que ela pode mudar a cada ano?

Antes de responder a essa pergunta, é preciso lembrar que o início de cada estação está ligado a dois tipos de fenômenos astronômicos:

  • Solstício – determina o começo do inverno e do verão. São os momentos em que a luz do Sol incide de forma mais intensa sobre um dos hemisférios. Com isso, os dias são mais longos no verão e mais curtos no inverno;
  • Equinócio – marca o início do outono e da primavera. Acontece quando a luz solar incide da mesma forma sobre os dois hemisférios, fazendo com que os dias e as noites tenham a mesma duração.
    Então, no caso do início do inverno, que acontece nesta semana, está para acontecer o solstício de inverno, momento de maior incidência de luz solar sobre o Hemisfério Norte, marcando o dia mais curto do ano no Hemisfério Sul.

Os astrônomos explicam que a pequena variação de dias de início das estações está relacionada a dois fatores:

  • Ano trópico, isto é, quanto tempo a Terra leva para partir de algum dos pontos que definem as estações e retornar ao mesmo ponto;
  • E o fuso horário.

Ajustes anuais

Josina Nascimento, astrônoma do Observatório Nacional, explica que, em geral, os livros didáticos têm algumas datas fixas de início de cada estação, para ajudar na memorização. Mas, na realidade, ano a ano, elas sofrem algumas alterações.

“É uma variação bem lenta, que tem influência da inclinação do eixo da Terra e, principalmente, do fato do tempo que a Terra gasta para dar a volta no Sol não ser de 365 dias”, comenta a astrônoma.

O chamado ano trópico, tempo entre duas passagens por uma mesma estação do ano, é diferente do ano civil. Enquanto o ano civil tem 365 dias – ou 366, se o ano for bissexto – o ano trópico tem duração de 365 dias, 5 horas, 48 minutos e 46 segundos.

Assim, da mesma forma que acontece com os anos bissextos, em que, a cada 4 anos, é preciso adicionar um dia a mais para compensar as horas extras que a Terra leva no movimento de translação, a cada ano um “ajuste” é feito no horário de início das estações do ano, para compensar essa “sobra”.

Josina explica que esse “ajuste” é sempre de cerca de 6 horas, o que faz com que as estações possam ter uma variação pequena nos dias em que começam.

“O horário vai sempre variar de um ano para o outro. Então, se nesse ano o inverno começa no dia 20 de junho, às 17h51, no ano que vem o início dessa estação vai ser no dia 20, por volta das 23h40”, exemplifica.

Outro ponto ressaltado pela astrônoma que influencia o dia em que a estação vai começar é o fuso horário. Como no Brasil, por exemplo, há quatros diferentes fusos horários, em um mesmo ano, o inverno pode começar em dias diferentes, a depender do local do país – apesar do início oficial levar em conta sempre o horário de Brasília.

Dias diferentes das noites

A variação na duração dos dias e das noites também está diretamente ligada à inclinação da Terra e sua volta em torno do Sol.

Duas posições da Terra devem ser levadas em consideração quando o assunto é duração dos dias e estações do ano:

  • Posição em relação ao próprio eixo;
  • Posição em seu plano de órbita (ou seja, em relação ao Sol).

O planeta em uma inclinação de 23.5º em relação ao plano de órbita. Assim, a Terra está sempre levemente inclinada para um dos lados quando gira em seu eixo e ao redor do Sol.

Com isso, os raios atingem a superfície terrestre de maneira diferente a cada dia, proporcionando uma maior ou menor incidência de luz – e fazendo com que as estações do ano existam.

Enquanto o hemisfério que está no verão recebe mais luz solar, aquele que está no inverno recebe menos luz. Quando o hemisfério não está nem no verão nem no inverno, está em uma das duas estações de transição, nas quais a incidência de luz é mais uniforme.

São nesses momentos em que a duração dos dias e das noites também é praticamente igual.

Fonte: G1

Você pode querer ler também