IpesSaúde disponibiliza atendimento domiciliar

 

Em casa, no conforto da cadeira de balanço, o aposentado José Bezerra, de 77 anos, não poupa elogios a equipe de enfermagem do Ipesaúde. “Não tinha como deixar de expressar a minha felicidade em receber vocês aqui. Eu me sinto amparado e isso me emociona muito”, comenta o beneficiário, que é diabético, apresenta um quadro de amputação, que o impede de se locomover com frequência.

O Ipesaúde, por meio do Programa de Educação e Promoção à Saúde do Beneficiário (Pepasb) oferece aos beneficiários a possibilidade de receber atendimento domiciliar, de acordo com a necessidade. Durante as visitas, que podem ser semanais, quinzenais ou mensais, a equipe de enfermagem acompanha o paciente de alta, média e baixa complexidade.

Geralmente, o procedimento é solicitado pelo médico, que apresenta um relatório detalhado do quadro clínico, bem como os serviços que precisam ser disponibilizados a exemplo do acompanhamento de enfermeiros, fisioterapeutas, entre outras especialidades. Depois disso, a equipe do Pepasb verifica se o caso se enquadra no programa e realiza os primeiros contatos.

Assistido pela equipe multidisciplinar do Centro de Endocrinologia e Diabetes Luciano Barreto Junior, José Bezerra já realiza consultas periodicamente na unidade do Ipesaúde. “Toda vez que vou ao médico é uma alegria, mas o complemento está nessas visitas aqui em casa. E quando não estão aqui, elas ligam pra saber como estou”, comenta.

De acordo com a enfermeira do Pepasb, Stephane Sampaio, o acolhimento domiciliar reforça a atenção e cuidado ao beneficiário. “Além da visita realizamos o suporte por telefone, acompanhando mais de perto a rotina de cada um e verificando se as orientações estão sendo seguidas corretamente. Tudo para garantir uma boa recuperação de cada paciente”, explica.

A prevenção, orientação e controle proporcionado pelas visitas do Ipesaúde resultam em uma assistência ainda maior aos beneficiários que pode ser, a partir disso, encaminhado para consultas e exames especializados, de acordo com cada situação, além de aferição de pressão, glicemia e orientações sobre administração dos medicamentos. Atualmente cerca de 250 beneficiários recebem a visita da equipe do Pepasb.

Fonte: ASN