ARACAJU/SE, 19 de abril de 2024 , 6:31:02

logoajn1

Justiça decreta ilegalidade da greve dos médicos

Da redação, AJN1

 

A justiça acatou a ação ajuizada pela Procuradoria Geral do Município de Aracaju e decretou a ilegalidade da greve dos médicos, determinando o retorno imediato da categoria as atividades. Em caso de descumprimento da decisão, a multa diária fixada pelo Tribunal de Justiça é de R$ 20 mil. Os médicos estão em greve desde o dia 16 de maio, mas antes realizaram várias paralisações de advertência.

 

O presidente do Sindicato dos Médicos do Estado de Sergipe (Sindimed), João Augusto, informou que aguarda a notificação para recorrer da decisão. A categoria tem ato marcado para amanhã (2), em frente a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Nestor Piva, na zona norte de Aracaju.

 

A ação impetrada pela PGM se baseou nos prejuízos causados à população, que é usuária dos serviços públicos de saúde, com a paralisação dos profissionais. A informação é que com a greve ficou inviabilizada a realização de consultas diárias e o acompanhamento de cerca de 7,5 mil famílias através do Programa de Saúde da Família (PSF).

 

Em nota a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) diz que "como já fora explicitado pela própria gestão municipal, as tentativas de entendimento com a classe médica tem sido uma constante. Com várias reivindicações inclusive tendo sido atendidas ao longo dos últimos três anos. Contudo, a cada avanço, novos fatos são apresentados pelo Sindicato da categoria, não levando em consideração muitas vezes, a grave crise econômica que o país atravessa".

Você pode querer ler também