ARACAJU/SE, 21 de maio de 2024 , 20:46:58

logoajn1

Justiça decreta ilegalidade da greve dos policiais civis

Por AJN1

O desembargador Alberto Romeu Gouveia Leite concedeu uma liminar neste domingo (16) determinando que os servidores da Polícia Civil, que estão em greve desde o dia 3 de agosto, retornem imediatamente ao trabalho com multa de R$ 1 mil ao dia em caso de descumprimento da ordem judicial, podendo chegar até o limite de R$ 50 mil.  
 

 

A decisão do desembargador atende a pedido do Governo do Estado, que protocolou junto a Procuradoria Geral do Estado no último dia 12, um pedido de ilegalidade  da paralisação realizada pelo Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Sergipe (Sinpol). O Governo encarou o movimento  como abusivo.

 

Sinpol 

O assessor de comunicação do Sindicato dos Policiais Civis de Sergipe, Jorge Henrique, informou que a categoria ainda não foi notificada. Segundo ele, a tendência é que a greve chegue ao final. 

“Não recebemos ainda a notificação judicial, a partir do momento em a recebermos, vamos nos reunir em assembleia e trilhar novos caminhos dentro da legalidade, já que a greve foi considerada ilegal”.

A greve  

Os agentes de polícia civil deflagraram a greve como forma de protesto contra a custódia de presos nas delegacias e parcelamento dos salários. Eles também pedem a implantação do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV) e a reposição das perdas salariais. 

Você pode querer ler também