ARACAJU/SE, 16 de abril de 2024 , 23:22:59

logoajn1

Mais de 20 bens do Grupo Bomfim serão levados a leilão na próxima sexta-feira

No próximo dia 20 de maio, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT), da 20ª Região, fará mais um leilão extraordinário de bens penhorados das empresas Viação Cidade de Aracaju e São Cristóvão Transportes Ltda, ligadas ao Grupo Bomfim. As arrematações são fruto de ações judiciais movidas por ex-funcionários prejudicados com a falta de pagamento de obrigações trabalhistas.

 

De acordo com o TRT, serão levados a leilão 20 lotes, com bens variados, a exemplo de 16 ônibus, panorâmicos e imóveis localizados em Aracaju e Salvador (BA). Entre estes lotes a serem pregoados, encontra-se um imóvel rural, denominado Fazenda Cajá, no município sergipano de Indiaroba, pertencente a Cerâmica Santa Márcia (Samarsa), também para pagamento de dívidas trabalhistas de ex-funcionários.

 

O imóvel da capital sergipana está localizado na rua Alagoas, Siqueira Campos, sendo dividido em três itens, que medem áreas de: 1º Item) 5.044 m², avaliado em R$ 3.619.000,00;  duas áreas, totalizando 10.170 m², avaliado em R$ 7.119.000,00; e 5.123 m², está avaliado em R$ 3.586.100.

 

Ainda conforme explicações do TRT, o lance inicial será de 50% em cima do valor avaliado de cada item. O imóvel localizado na cidade de Salvador, está situado  na rua Nova Pirajá, antiga Estrada Salvador-Feira (Rodovia BA-28), no subdistrito de Pirajá, zona suburbana de Salvador, com área total de 75.000 m². O referido imóvel foi avaliado em R$ 30 milhões e o lance inicial será R$ 15 milhões.

 

O coordenador de leilões do TRT, Juiz Antônio Francisco de Andrade, explica que os lotes de ônibus panorâmicos, em número de 16, têm avaliações variadas, com preços entre R$ 80 mil e R$ 180 mil, isto porque, os anos e os modelos são de 1995 a 2006.  Os ônibus são da marca Mercedes Benz/Panorâmico, Volkswagen Buscar/Panorâmico, Volkswagen Marcopollo/Viaggio e Marcopollo/Spectrum, todos em bom estado de conservação.

 

“O imóvel rural, denominado Fazenda Cajá, no município de Indiaroba, pertencente a Cerâmica Santa Márcia (Samarsa), possui uma área de 245,24 hectares e está avaliada em R$ 2.384.090,30”, disse o magistrado, acrescentando que o seu lance inicial será de R$ 1.192.045,15.

 

 

 

Você pode querer ler também