ARACAJU/SE, 19 de abril de 2024 , 6:12:12

logoajn1

Médicos da rede municipal de Aracaju permanecem em greve

Da redação, AJN1

 

Os médicos que atendem na rede municipal de saúde de Aracaju decidiram hoje (24), durante assembleia, continuar a greve iniciada desde o dia 16 de maio, afetando cerca de quatro mil pessoas que estão sem atendimento.

 

A greve dos médicos é motivada pela campanha de reajuste salarial, com foco principal na tabela única de salários. “Mantivemos por conta do silencio e da falta de reposta. Eles não cumpriram nem o que eles anunciaram com data base, que seria maio”, informou João Menezes, presidente do Sindicato dos Médicos de Aracaju (Sindimed).

 

Ainda segundo ele, dos 500 médicos lotados na rede municipal de Aracaju, cerca de 400 aderiram ao movimento paredista. O atendimento só está mantido na urgência e emergência, mas com 50% da escala médica.

 

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) afirmou que a demanda da categoria está sob avaliação.

 

Programação

 

Amanhã (25), às 7h30, os médicos farão um ato na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Fernando Franco (Zona Sul). Na segunda-feira (30), às 8h, os profissionais farão uma nova manifestação, desta vez no Calçadão da rua Laranjeiras, no Centro da capital.

 

Já na terça-feira (31), às 19h, uma nova assembleia será realizada para definir os rumos do movimento grevista.

Você pode querer ler também