ARACAJU/SE, 29 de fevereiro de 2024 , 15:49:31

logoajn1

Moradores realizam protesto na avenida Euclides Figueiredo

 

Da redação, AJN1

Cansados de conviver com a buraqueira, a poeira, esgotos a céu aberto e os alagamentos nos períodos de chuva, moradores da avenida Euclides Figueiredo, no trecho próximo ao acesso ao loteamento Moema Meire, no bairro Santos Dumont, na zona norte da capital, estão bloqueando os dois sentidos da via desde o início da manhã de hoje (27). Para impedir o tráfego de veículos, a comunidade ateou fogo em pneus, troncos de madeira e móveis velhos. Por volta das 10 h, o trânsito foi liberado.

O protesto é para cobrar da Prefeitura de Aracaju e do Deso uma solução para o problema que vem causando prejuízos aos moradores e comerciantes instalados na localidade. “Parece que o asfalto daqui é ‘sonrisal’, quando chove ele se dissolve. Isto aqui é só o começo, não vamos parar até que a situação seja resolvida”, desabafou o morador Anselmo Pereira, acrescentando que a comunidade está cansada de paliativos e do jogo de empurra.

“A construtora alega que já concluiu a obra e agora é com a Emurb, que diz que é com a Deso e ela diz que é de responsabilidade da construtora. Aí sobra para os moradores”, disse o morador. Por conta da buraqueira na avenida, os motoristas estão sendo obrigados a fazer manobras arriscadas, aumentando o risco de acidentes. “Não adianta colocar caçambas de areia, pois só serve para aumentar o lamaçal”, disse Francisco da Silva.

Os comerciantes acumulam prejuízos e alguns deles já pensar em encerrar as atividades. “Quem vai vir para cá numa situação dessas. Se chover só passa de barco e quando não está chovendo a pessoa corre o risco de cair em um buraco e quebrar o carro”, disse o comerciante José dos Santos.

Equipes do 8º Batalhão da Polícia Militar (BPM) e agentes da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) estão na localidade acompanhando o protesto. Em virtude do bloqueio na avenida, o trânsito está sendo desviado. O motorista que segue em direção ao centro ou zona oeste da capital está sendo orientado a seguir pelo bairro Japãozinho, enquanto os que seguem em direção a ponte do conjunto João Alves devem buscar rotas alternativas.

De acordo com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA), só depois da conclusão da obra de esgotamento sanitário que está sendo realizada pelo Deso é que o município poderá atuar na localidade.

*Matéria atualizada para acréscimo de informações.

Você pode querer ler também